OBRAS DO SASI

OBRAS DO SASI
SASI

ESCOLA INTERATIVA

ESCOLA INTERATIVA
ESCOLA INTERATIVA

DIÁRIO DIGITAL

DIÁRIO DIGITAL
DIÁRIO DIGITAL

SASI

SASI
SASI

ENEM

ENEM
ENEM

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Quase metade dos brasileiros com 19 anos não concluiu o Ensino Médio São mais de um milhão de jovens que já poderiam estar em um processo de formação melhor, mas que desistiram da escola. Todos Pela Educação diz que dados de levantamento são preocupantes e apontam descumprimento de metas.Isso é muito o retrato da desigualdade social e da má distribuição de renda no Brasil.


Apenas 57% dos jovens com 19 anos concluíram o Ensino Médio. Significa que 43%, quase a metade, não terminaram os estudos básicos no tempo adequado. São ao todo 1,487 milhão de pessoas nessa situação. O levantamento foi feito pelo movimento Todos Pela Educação, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do IBGE de 2014. Em comparação a 2013, a melhora foi de apenas dois pontos percentuais, o que revela estagnação no índice, como explica uma das responsáveis pelo estudo, Alejandra Velasco.
"A meta é que em 2022 todas as crianças completem sua trajetória escolar na idade adequada. No caso do Ensino Médio verificamos um percentual longe dos 100%. A gente vê melhoria em todas as regiões, mas infelizmente não observa uma melhoria no ritmo esperado", diz.
Do total de jovens brasileiros com 19 anos que não concluíram o Ensino Médio, quase a maioria, 42%, só trabalha. Outros 29% não trabalham nem estudam. O restante, menos de 30%, ainda tenta terminar os estudos. É o caso do desempregado Bruno da Costa Gervásio, de 19 anos, morador de Osasco, na Grande São Paulo. Em 2015, ele largou o 2º ano do ensino médio para trabalhar e ajudar a família.
"Comecei a trabalhar, só que o horário do emprego não batia com o horário da escola. Aí eu parei de estudar e fiquei só trabalhando. Deixei de estudar para poder ter meu dinheiro e ajudar em casa também. Aí a empresa teve perda de cliente e teve que demitir mais da metade dos funcionários e eu fui junto. Penso em voltar a estudar neste ano, fazer um supletivo e depois entrar na faculdade de Engenharia Civil", conta.
O maior número de jovens de 19 anos que não frequenta a escola está no Sudeste, região mais populosa do Brasil. Seguido do Nordeste, Sul, Norte e Centro-Oeste. Para a ex-secretária de educação básica do Ministério da Educação, Maria do Pilar Lacerda, os dados refletem a desigualdade social do país e um modelo de ensino ultrapassado, que não atrai os jovens. Deficiências que vão deixar cicatrizes no futuro.
"A maior parte desses jovens que não conseguiram concluir o Ensino Médio são jovens pobres. Isso é muito o retrato da desigualdade social e da má distribuição de renda no Brasil. E apresentamos a esses jovens uma escola que é muito arcaíca, que não dialoga com essa juventude e que por isso mesmo não seduz os jovens a permanecerem na escola. Para esses jovens, com certeza, terão menos oportunidades, serão mais explorados e pegarão os piores empregos", avalia a ex-secretária.

No Ensino Fundamental a situação é um pouco melhor. Do total de jovens com 16 anos, 3,5 milhões, ou 74%, concluíram o ciclo e apenas 26% ainda não. No caso do Ensino Médio, os dados também são positivos quando avaliados entre 2005 e 2014. Nos últimos dez anos, o Brasil avançou 15 pontos percentuais na taxa de conclusão dessa etapa, o que indica uma trajetória, ainda que lenta, de melhoria.     Fonte - CBN