OBRAS DO SASI

OBRAS DO SASI
SASI

Natal

Natal
natal

ESCOLA INTERATIVA

ESCOLA INTERATIVA
ESCOLA INTERATIVA

APRENDIZAGEM

APRENDIZAGEM
APOIO

AVALIAÇÃO

AVALIAÇÃO
AVALIAÇÃO

DIÁRIO DIGITAL

DIÁRIO DIGITAL
DIÁRIO DIGITAL

ENEM

ENEM
ENEM

Inscrição

Inscrição
INSCRIÇÃO

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

terça-feira, 14 de março de 2017

John sugerindo a agonia trágica de um cisne ferido de morte, proporcionou excelente discussão e um bom momento de reflexão em nossa reunião pedagógica.


Levei o vídeo postado abaixo para nossa reunião pedagógica pela emoção que desperta e pela grande lição que ele proporciona. John Lennon da Silva em sua interpretação da Morte do Cisne, não apresentava visualmente nenhuma condição que pudesse convencer sobre a qualidade daquilo que ele faria, naquele concurso em que participava. Um garoto que resolve reinterpretar uma peça tradicional do mundo do balé a partir de uma leitura bem pessoal. Corajosamente abraça a possibilidade de mostrar a Morte do Cisne, do seu jeito e o resultado foi uma expressão de intensa beleza estética que consegue tocar os corações dos seus julgadores. De julgado pela sua roupa e aparência, ele é consagrado a verdadeiro artista e portador de grande talento.  John apresenta ao público a agonia trágica de um cisne ferido de morte movimento  de uma composição maior de 1886 do francês Camille Saint-Saëns chamado de "O Cisne".

A arte surge como luz para trabalhar a questão estética, o imaginário e trazer a tona a capacidade de uma força contrária a toda e qualquer forma de acomodação. Ao assistir o vídeo do John Lennon da Silva, percebe-se que ele faz um voo para além das suas próprias condições sociais e física. 



A experiência estética é sensorial e está muito além da informação. Tudo que nos chega à razão, vem pelos sentidos, a partir da nossa própria experiência.  Argan bem pontuou que todos são dotados dos sentidos, mas só o artista com sua técnica mental e manual, consegue orientar a experiência que as pessoas podem ter do mundo.
                                                                            Deodato Gomes Costa


Nenhum comentário: