OBRAS DO SASI

OBRAS DO SASI
SASI

Natal

Natal
natal

ESCOLA INTERATIVA

ESCOLA INTERATIVA
ESCOLA INTERATIVA

APRENDIZAGEM

APRENDIZAGEM
APOIO

AVALIAÇÃO

AVALIAÇÃO
AVALIAÇÃO

DIÁRIO DIGITAL

DIÁRIO DIGITAL
DIÁRIO DIGITAL

ENEM

ENEM
ENEM

Inscrição

Inscrição
INSCRIÇÃO

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Aids avança entre os jovens brasileiros. Os jovens descuidaram da proteção e não têm mais a mesma percepção do risco que correm.

Aids avança entre os jovens, eles descuidaram da proteção e não têm mais a mesma percepção do risco que correm.




Depoimento de um Jovem portador do HIV.

       Olá pra galera que acha que só acontece com vizinho é bom ler meu relato. O HIV está presente na minha vida há poucos meses e eu não me envergonho do meu status sorológico , pois acho que quanto mais nos soropositivo nos escondermos mais damos brecha ao preconceito.

    Meu nome é Luis tenho 19 anos, sou portador do vírus HIV,não sou magro nem tenho aparência caquética , pelo contrario malho e me cuido e tenho uma vida sexual ativa, hoje mais segura pois sei dos cuidados que tenho que ter. Tudo começou no dia 26 de junho desse ano, resolvi fazer uns exames de rotina inclusive para HIV , coletei o sangue pela manhã e fui buscar meu resultado a tarde, pois bem tudo estava perfeito até que o bioquímico me chamou em sua sala e me deu a bomba , meu teste tinha dado positivo para HIV, parecia que o chão tinha aberto sobre os meus pés fiquei desesperado sai do laboratório arrasado pensando que minha vida tinha acabado, não conformado e parecendo um zumbi pois não consegui dormir, no outro dia resolvi repetir o exame em outro laboratório, para o fim da minha esperança de não ter sido infectado , o segundo exame também deu positivo, sem esperança e desolado procurei o posto de saúde mais próximo da minha casa , repeti os exames e mais uma vez deu positivo , felizmente a enfermeira que me atendeu era instruída e me acalmou, pois fim com encaminhamento em mãos fui ao SAE da minha cidade  "Serviço de Assistência Especializada em HIV/AIDS" chegando lá tive uma consulta com a psicóloga de plantão a mesma me acamou e disse que não era o fim. Agora mais calmo, na outra semana passei pela primeira  vez por uma infectologista , e fui fazer os exames  e  o acompanhamento do vírus, no outro mês passei novamente pela infectologista, agora com todos os exames em mãos , pra minha sorte minha infecção era recente , estava somente com 17 mil copias por gota de sangue , e meu CD4 estava alto 600 por gota de sangue ,segundo a minha médica eu dei sorte pois descobri um problema de saúde que mais a frente poderia me matar, caso eu não tivesse descoberto a tempo. Infelizmente muitos rapazes da minha idade não tem a mesma sorte que eu tive e só vai descobrir quando já é tarde, e muitas vezes já não é caso de HIV e sim de AIDS .
         
     O vídeo está correto o numero de casos de HIV no Brasil mais que dobrou de 10 anos pra cá , a maioria pessoas jovens , sei disso pois é o que mais vejo onde faço tratamento , e algo muito curioso me chamou atenção , é que boa parte das pessoas que eu vejo se tratando lá são sim  homossexuais, muitos de 30 anos pra baixo. não é uma regra pois hoje não existe mais GRUPO de risco e sim COMPORTAMENTO de risco,  vejo também muitas mulheres se infectando, muitas delas casadas que provavelmente contraíram dentro de seus casamentos. Vendo alguns comentários abaixo vejo, que tem muita gente desenformada, eu tenho HIV não sou infeliz e levo uma vida normal , mas se eu pudesse escolher eu não teria HIV, pois tomar remédio todo santo dia não é fácil, sem contar que você perde uns dos bens mais precisos da sua vida,  o direito de poder escolher gosta de quem você quiser , pois muitas vezes as pessoas são desinformada e tem preconceito, mesmo você aparentando ser saudável e tratado , hoje é mais fácil muitos quererem fazer sexo com uma pessoa de sorologia
desconhecida, do que com um portador que sabe das suas obrigações e provavelmente está se tratando, não sabendo alguns ignorantes, que o risco de você contrair HIV com uma pessoa tratada, é quase nulo, pois uma vez CVI - carga viral indectável e uso de preservativo é quase 98% de chance de vc não contrair, é a mesma coisa de você ser atingido por um meteoro, a falsa segurança de muitos que pensa que sair por ai transando com pessoas de sorologia desconhecidas diminui o risco , ai é que caí do cavalo e muitas vezes é tarde de mais. Eu faço uso de medicamentos mas tem muita gente que não precisa ou não quer fazer devido aos efeitos colaterais da medicação e simplesmente só faz o acompanhamento, já vi vários casos de pessoas que passam o HIV de propósito. não devemos ter medo do portador que  se trata e sim de quem não sabe que tem HIV , pois essas são as pessoas que transmitem o vírus, por isso camisinha sempre até em relações monogamica pois hoje HIV/AIDS não tem cura .


Deixe suas respostas na caixa de comentários:
1)-O que significa sexo seguro ou sexo protegido?
2)-Qual é faixa etária onde a Aids mais avança e porque?
3)-O que mais te chama atenção no depoimento do jovem?

Nenhum comentário: