OBRAS DO SASI

OBRAS DO SASI
SASI

Natal

Natal
natal

ESCOLA INTERATIVA

ESCOLA INTERATIVA
ESCOLA INTERATIVA

APRENDIZAGEM

APRENDIZAGEM
APOIO

AVALIAÇÃO

AVALIAÇÃO
AVALIAÇÃO

DIÁRIO DIGITAL

DIÁRIO DIGITAL
DIÁRIO DIGITAL

ENEM

ENEM
ENEM

Inscrição

Inscrição
INSCRIÇÃO

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

sábado, 28 de outubro de 2017

Carlos Chagas ganhou um visual bonito e colorido em três pontos diferentes.Não poderia deixar de registrar aqui no Girassol esta inusitada herança do mucuriarte.



Carlos Chagas ganhou um visual bonito e colorido em três pontos diferentes. Ninguém mais passa pela rua do Clube, da Quadra Márcio Medrado e da Casa da Cultura e fica imune à presença dos grafites desenhados nesses espaços públicos. Os grafites ali desenhados parecem puxar a atenção mesmo de quem está distraído e não se propôs a enxergá-los, como diz o Saramago.


  Trouxe aqui no Girassol este inusitado registro da presença da arte do grafite em nossa cidade. Esse toque colorido e vibrante deu até um pouco de charme e um clima distinto a Carlos Chagas. Vocês não acham?



Ficou bem interessante o trabalho. Não poderia ser diferente,  pois exposta na rua,  o grafite é uma arte que ganha expressão é nos espaços públicos mesmo. Esta arte pode até a vir a assumir uma crítica contra algo ou  então, só simplesmente apresentar a necessidade de um artista externar um sentimento  guardado.



 Olha se esta imagem não tem tudo haver com os tempos que estamos vivendo. Tá lá no muro da quadra. Será que você observou?


Esta forma tão rica  de expressão apareceu lá pela década de 1970 em Nova Iorque, nos Estados Unidos. O movimento Hip Hop, que está ligado ao grafite, concebe esta arte como expressão da opressão que os mais pobres vivem na sociedade. Em São Paulo também na década de 70 o grafite chegou trazendo muita polêmica no confronto de grafite e pichação. Até recentemente acompanhamos este debate pelos meios de comunicação. Certo é,  que um  é poluição visual e vandalismo  e o outro é arte.


Tomara que a população saiba entender a estética do grafite pela primeira vez nos muros da nossa cidade e fazer as devidas leituras e interpretações que as obras proporcionam.



Em Juiz de Fora tivemos a oportunidade de estudar esta forma de arte, quando  encontramos e conhecemos os irmãos paulistas Otávio e Gustavo Pandolfo-Os Gêmeos, destaque nesta modalidade de arte e  famosíssimos pelos seus grafites, que estão consagrados em obras pelo mundo inteiro. Para eles a arte do grafite e a arte pública estão sempre juntas e a cidade tanto é tema quando suporte de seu fazer artístico. 


Que leitura podemos fazer destes grafites nos muros da  nossa cidade. Você chegou a pensar no que eles querem comunicar com a gente? É importante buscar entendê-los. Fotografei todos e montei um álbum virtual. Sugiro que as professoras montem um plano de aula com o tema grafite e envolva os alunos com esta imagens.
Veja todos eles aqui  em um álbum completo.

https://photos.app.goo.gl/XM38X6XWduzuFJaM2

Nenhum comentário: