ISENÇÃO

ISENÇÃO
ISENÇÃO

ESCOLA INTERATIVA

ESCOLA INTERATIVA
ESCOLA INTERATIVA

APRENDIZAGEM

APRENDIZAGEM
APOIO

AVALIAÇÃO

AVALIAÇÃO
AVALIAÇÃO

DIÁRIO DIGITAL

DIÁRIO DIGITAL
DIÁRIO DIGITAL

ENEM

ENEM
ENEM

Inscrição

Inscrição
INSCRIÇÃO

ENCEJJA

ENCEJJA
encejja

Instituto Avaliar - PAAE

Instituto Avaliar - PAAE
Instituto Avaliar - PAAE

MECFLIX

MECFLIX
MECFLIX

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Quem é o sujeito oculto da Educação? O SUJEITO OCULTO DA EDUCAÇÃO, uma reflexão para reunião de professores.



O SUJEITO OCULTO é ponto gramatical importante nas aulas de Língua Portuguesa. Quem não se lembra da aula da professora de língua portuguesa explicando esta porção de gramática.  Hoje a gente sabe que não é só uma lição de gramática. O sujeito oculto ´da nossa língua  é também uma ferramenta para entender o mundo.  É fundamental mais do que nunca hoje, procurar os sujeitos ocultos que se escondem.

Em EDUCAÇÃO, o sujeito oculto é feminino e se chama CONFIANÇA. Ela é fundamental em todas as relações escolares.
É ela quem dá sustentação nos maus momentos.
É ela quem faz um bom trabalho avançar.
É a certeza de que o colega age na melhor das intenções.
É a crença de que um erro é só um erro. Por mais grave que seja, não é um capítulo de conspiração.


Quando a gente tem confiança, se sente confortável para ir mais longe, se sente cheio de vida para construir o que nós, coletivamente, planejamos e concordamos em fazer.

Falando desta forma poética e bonita,  parece até que somos ingênuos, No meio educacional aparecem muitas histórias de mentira e deslealdade.  Muitas dessas história mostram como um bom trabalho pode ser corroído por uma série de ações e palavras desastradas e desastrosas.

Educação é assim, por mais contraproducente que possa parecer, precisamos acreditar. Você não vê de imediato os frutos do seu suado trabalho. Acreditar no trabalho que você faz, ter fé no seu aluno, nos seus colegas é um grande exercício de confiança. Acreditar de forma crítica e pensante, claro, mas é preciso acreditar.

Nelson Rodrigues disse que: “sem confiança não se toma nem um sorvete”, quanto mais construir uma boa aula, um bom clima de trabalho, quanto mais ainda auxiliar estudantes em fase tão conflituosa da vida,  a se desenvolverem, a se fortalecerem nos valores nesta sociedade da descrença e da desconfiança generalizada.

Certo é gente que tudo deve partir do princípio de que todos nós: alunos, educadores, cantineiras, gestor, supervisor, estamos comprometidos com o crescimento  uns dos outros.
Na prática sabemos que não é fácil fazer educação embasada no princípio do comprometimento com o outro, mas é fundamental. Educação se faz com confiança, firmeza, planejamento e muito trabalho.
Como podemos levantar pela manhã para vir à escola, chegar aqui com o pensamento de que tudo que estamos fazendo não serve para nada, que não estamos felizes e que tudo mesmo em nosso trabalho com educação não passa de um grande peso na nossa vida.
Mais do que nunca temos que reafirmar o valor da CONFIANÇA,  principalmente quando mais vimos crescer na sociedade a DESCRENÇA GENERALIZADA. Enfim:
A CONFIANÇA VAI  MUITAS VEZES NOS MACHUCAR , MAS SÓ ELA VAI NOS FAZER AVANÇAR.
Texto adaptado para Reunião Pedagógica por Deodato Gomes

BEGUOCI, Leandro. O fim da desconfiança. Nova Escola. Ano 32. nº 311, Abril 2018

Nenhum comentário: