AVALIAÇÃO

AVALIAÇÃO
AVALIAÇÃO

DIÁRIO DIGITAL

DIÁRIO DIGITAL
DIÁRIO DIGITAL

NATAL

NATAL
natal

ENCEJJA

ENCEJJA
encejja

Campanha

Campanha
Campanha

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Conferência Nacional da Educação 2018 reúne 1500 participantes.


Um auditório lotado com 1500 pessoas pensando e discutindo educação. Este é o número de pessoas que estão participando da Conferência Nacional de Educação 2018 que tem como tema central a consolidação do Sistema Nacional de Educação(SNE), o Plano Nacional de Educação (PNE), monitoramento, avaliação e proposição de políticas, para a garantia do direito à educação de qualidade social, pública, gratuita e laica.

Vejam em detalhes a temática que está sendo discutida. É a mesma que estudamos aqui em Carlos Chagas.


  1. O PNE na articulação do SNE: instituição, democratização, cooperação federativa, regime de colaboração, avaliação e regulação da educação;
  2. Planos decenais e SNE: qualidade, avaliação e regulação das políticas educacionais;
  3. Planos decenais, SNE e gestão democrática: participação popular e controle social;
  4. Planos decenais, SNE e democratização da Educação: acesso, permanência e gestão;
  5. Planos decenais, SNE, Educação e diversidade: democratização, direitos humanos, justiça social e inclusão;
  6. Planos decenais, SNE e políticas intersetoriais de desenvolvimento e Educação: cultura, ciência, trabalho, meio ambiente, saúde, tecnologia e inovação;
  7. Planos decenais, SNE e valorização dos profissionais da Educação: formação, carreira, remuneração e condições de trabalho e saúde; e
  8. Planos decenais, SNE e financiamento da educação: gestão, transparência e controle social.

Ao dar as boas vindas aos participantes no primeiro dia do evento, o Ministro da Educação  Rossiele Soares insistiu que a agenda da educação deve ser prioridade no país, e destacou a importância do Plano Nacional de Educação:
 "Olha é fundamental, para que a gente possa desenvolver, efetivamente o regime de colaboração, que a gente possa trabalhar cada vez mais em conjunto e pare de imaginar que possa haver uma disputa entre redes municipais e redes estaduais entre qualquer tipo de rede, porque no final das contas as crianças, pelo menos  um dia estarão ou passarão provavelmente a maioria, pela duas redes"
Esta é a 3ª edição da CONAE que segue até o dia 23 de novembro em Brasília. Etapas municipais e estaduais, foram realizadas desde o ano passado. Delegados eleitos nessas conferências vieram de todo o pais para participar de debates e votarem as propostas apresentadas. Além de agentes da educação, secretários municipais e estaduais, a CONAE também recebe observadores, como  representantes dos ministério público nos estados.

Assim pronunciou uma participante:

" Nós unidos aqui, vamos conseguir construir uma pauta positiva para a educação. Mais do que isto, vamos propor novas pautas, reformular algumas que já são ultrapassadas e pensar a educação como a mola mestra transformadora desse país". 
                                                                                Deodato Gomes 


Nenhum comentário: