OBRAS DO SASI

OBRAS DO SASI
SASI

Natal

Natal
natal

ESCOLA INTERATIVA

ESCOLA INTERATIVA
ESCOLA INTERATIVA

APRENDIZAGEM

APRENDIZAGEM
APOIO

AVALIAÇÃO

AVALIAÇÃO
AVALIAÇÃO

DIÁRIO DIGITAL

DIÁRIO DIGITAL
DIÁRIO DIGITAL

ENEM

ENEM
ENEM

Inscrição

Inscrição
INSCRIÇÃO

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

domingo, 4 de junho de 2017

NOSSA 4ª REUNIÃO PEDAGÓGICA, FOI RECHEADA DE MUITA DISCUSSÃO, REFLEXÃO E APRENDIZAGEM! Agradeço a todos que compareceram!

Dia 03 de Junho aconteceu nossa 4ª Reunião Pedagógica de 8 horas, quando foram discutidos vários assuntos, que relacionamos abaixo:


A nossa Reunião Pedagógica é um espaço coletivo e individual de reflexões e de organização das ações. Um espaço onde o pedagógico prevalece, mas tocamos também nas questões administrativas. É um espaço de formação continuada e de consolidação de compromissos. É nela que se repassam as orientações do sistema, se discute as  funções e responsabilidades de cada um de nós nas atividades a serem desenvolvidas.   É nesta importante reunião que amarramos as nossas práticas. É também o nosso espaço de encontro, de escuta, de trocas, de articulações e de transformação. Confesso que aprendo demais nas reuniões da nossa escola.

Sempre marque presença na Reunião Pedagógica de sua Escola, contribuindo com a discussões e com a aprendizagem de todos. 


Já falamos do ET, que no caso do Planeta é o Extraterrestre mas no caso da Escola existe o EC, Extraescola. É o professor alienado da sua Escola.  Quem não participa das reuniões vira um ET de escola, porque fica literalmente por fora dos encaminhamentos e de toda política educacional encampada pela Escola. 


O problema não é o desconto no pagamento, o problema maior que percebemos é que você fica alienado dos direcionamentos da Escola que você trabalha.


Confiram abaixo os principais pontos da nossa reunião.
           Procure saber como se fecha o Diário.

Atencao para o fechamento do Diario Digital relativo ao 1º bimestre.


20 de Junho de 2017
Terça Feira
1-Na minha escola todo mundo é igual? Interessante reflexão fizemos.

    3-Ponto de discussão

Primeiros passos
Organize um inventário de motivação dos alunos. Registre os momentos bem que eles se mostram engajados e também quando estão desinteressados. Assim, é possível refletir sobre o que não dá certo e recorrer, quando necessário, às estratégias mais mobilizadoras.

Ações práticas -Compartilhe os objetivos.
  • Registrar na lousa a agenda do dia e os objetivos de aprendizagem. Assim, os alunos conseguem acompanhar o próprio progresso e se mobilizam para cumprir as expectativas.
Valorize (mesmo) o saber de seus alunos
  • Semanalmente, abra inscrição para que três estudantes contem aos colegas sobre o que gostam de fazer e deem dicas de filme, música, livro ou game. Registre as sugestões que, depois, podem ser incorporadas nas aulas.
Inove
  • Experimente a Rotação por Estações de Aprendizagem, na qual o professor organiza diferentes cantos na sala, cada um com uma atividade diferente do mesmo tema. Divididos em pequenos grupos, os alunos fazem um rodízio até completarem o circuito.
Avaliação do processo
Responda ao seguinte questionário:
  • Dou oportunidade para que os alunos decidam e façam escolhas sobre a rotina do dia?
  • Promovo atividades em grupo com frequência?
  • Minhas aulas permitem discussões para que apresentem ideias sobre os temas?
  • Utilizo diferentes metodologias nas aulas?
  • Solicito a participação dos alunos? Se sim, de todos, sem distinção?
  • Faço as correções registrando para mim mesmo onde estão as principais dificuldades dos estudantes?
Ao lado das questões coloque números de 0 a 5, onde 0 é "não fiz isso ainda" e 5 é "faço sempre". Em junho, mais da metade das respostas devem receber ao menos a nota 3. Em novembro, nenhum tópico pode ter menos que 2 e cinco deles devem ter nota 5.

Atenção
  • Vale insistir em uma ação que, de primeira, pode não ter dado certo. Na maioria das vezes, as mudanças demoram a acontecer.
  • Fique atento para ver se a estratégia está sendo bem planejada. Peça ajuda para o coordenador pedagógico para encontrar erros no processo e sugerir ações mais efetivas.
Saiba mais
  • Em fevereiro, NOVA ESCOLA apresentou seis metodologias inovadoras na Educação, entre as quais design thinking, cultura maker e aula invertida. Acesse em bit.ly/metodos-inovadores.
  • Talvez nem tudo se aplique a sua realidade, mas o livro Aula Nota 10, do norte-americano Doug Lemov, traz estratégias para tornar as aulas mais dinâmicas e favorecer a participação dos alunos.                              Fonte: Nova Escola de Março 2017 
 4-Festa Junina-Fechamos uma série de procedimentos relativo ao nosso Projeto Junino. 



4-PAAE

5-Lembramos a todos da vacina antigripal, que agora é para todos. 





5
O que é
Muito ligada a Ciências, propõe que os alunos partam de um problema concreto para discutir um conteúdo (o caso real acima traz um bom exemplo). Esse problema, que pode ser proposto pela própria turma, é investigado por meio de procedimentos típicos do método científico, como formação de hipóteses, coleta de evidências e experimentação, com a mediação do professor. A prioridade é o estímulo ao raciocínio lógico, à argumentação e ao trabalho coletivo.
Vantagens
Ao se esforçar para entender o problema, pesquisar dados, formular e confrontar hipóteses, o aluno coloca suas estruturas de pensamento em conflito o tempo todo, o que gera um grande desenvolvimento de habilidades, como raciocínio lógico, no entendimento e resolução de uma questão.
Pontos de atenção
O problema proposto precisa ser significativo para os alunos, estar de acordo com os conhecimentos prévios da turma e, ao mesmo tempo, oferecer um desafio que exija esforço. Se o problema for muito difícil ou muito fácil, não haverá motivação.
Primeiros passos para começar

- Inicie pelo básico, sondando os interesses da turma e os conteúdos do ano letivo. Um bom problema deve contemplar as duas coisas.

- Não escolha um primeiro problema muito complicado. Você se arrisca a gastar muitas aulas e esquecer o resto do currículo ? ou a não resolvê-lo.

- Priorize problemas que permitam experiências concretas.

Grau de inovação
Alto - Abandona o modelo conteudista e foca em habilidades de raciocínio.
Custo
Baixo - Basicamente, só depende de uma mudança na maneira de planejar as aulas.

Caso real
Wanessa Pickina Silva Suzuki, professora de Ciências na CE Paulo Freire, em Londrina (PR), propôs aos alunos do 8º ano uma investigação sobre a presença dos microrganismos em vários ambientes da escola. A turma, então, fez uma lista de hipóteses sobre quais seriam os mais contaminados e, com a ajuda da docente, decidiu fazer experimentos. Os alunos coletaram material utilizando cotonetes e o depositaram em um substrato que fornecesse alimento, e descobriram que caldo de carne com gelatina incolor funcionaria bem. Também debateram sobre onde deixar as amostras para descansar. Por fim, registraram os resultados. ?Foi quando pude ver quanto avançaram na capacidade de argumentar?, diz.                             Fonte: Nova Escola de Fevereiro 2017      

6-ATENÇÃO AO E-mail para onde deverão ser mandadas as atividades avaliativas-: prova72horasantes@gmail.com.

7-Será rodado o novo horário com a inserção das HORAS ATIVIVIDADES

8-Calendário de Reposição – da EJA pronto. Reposição começa hoje. 

9-Legislação de dispensa por falta. Artigo 23 – Inciso IX – ocorrência de faltas no mês em número superior a 10% (dez por cento) da carga horária mensal de trabalho do professor, nela incluída a extensão.
10-Itinerários Educativos - Análise dos resultados, discussão dos resultados e registro da discussão.
         Caro colega Professor avalie a reunião. As discussões nos ajudam a crescer profissionalmente? Houve aprendizagem significativa que ajudará no seu trabalho em sala de aula? 
10-Outro momento em que refletimos sobre a nossa incapacidade de agradecimento, a nossa cegueira em não ver tudo que somos e temos diante do grande exemplo de Lindalva, esta Senhora que apesar de toda a negação de vida ela é muito feliz.

Muto Obrigado a todos que compareceram!
Deodato Gomes 

Nenhum comentário: