Bullying

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

Que possamos receber a vacina mais importante deste tempo: a educação!...e que ela cure o mundo...

Que possamos nos vacinar, nos encontrar e nos abraçar neste 2021!

Que possamos receber a vacina mais importante deste tempo: a educação!...e que ela cure o mundo...

Que a vacina devolva a liberdade de ficarmos bem pertinho uns dos outros e nos liberte de todas as máscaras.

Que nos enchamos de propósitos mais vitais!

Que a Perseverança e a Fé seja mantida!

Agradeço a todos pela convivencia deste ano e por cruzar comigo esta nova cortina de tempo.

Eu acredito em 2021!...

                              Por Deodato Gomes

 

Acompanhem pelas redes sociais os momentos de Ação de Graças e a solenidade de posse do Prefeito eleito da nossa cidade, José Amadeu Nanayoski Tavares e do Vice-prefeito Dr. Helvécio Martins Prates, bem como os Vereadores, a realizar no dia 1º de janeiro de 2021, conforme convite a seguir.



A Missa e o Culto em ação de Graças pela posse do Prefeito eleito de nossa querida Carlos Chagas: José Amadeu Nanayoski Tavares e do seu Vice, Dr. Helvécio Martins Prates, bem como de todos os vereadores, acontecem neste dia 01 dia do ano de 2021 às 9 e 8 horas, respectivamente.

É isso gente... um novo capítulo da história se abre para nossa amada Carlos Chagas neste 2021que se inicia. Uma mensagem de mudança foi levada aos mais distantes cantos da cidade e ressoou na vontade de transformação de todos os cidadãos que habitam este território de mais de 3 198 km².

A mensagem “Cuidando de Pessoas” como a estrela que guiou os pastores de uma forma especial até o recém nascido de Belém, encontrou abrigo em todos os lares desta cidade, e fez  renascer a esperança de um tempo novo e diferente de mais respeito e amor ao cidadão Carlos Chaguense.  A mensagem estrela-guia, fez  reviver a esperança de que o poder público municipal pode ser um ponto de acolhida dos filhos da sua terra, fazendo bem diferente daqueles que não souberam receber o menino de Belém.

Se as necessidades são infinitas, se os meios são escassos e os problemas se acentuam mais ainda com a pandemia e a crise econômica que reflete profundamente em nossa cidade,  temos certeza,  não vai faltar no coração desta dupla, Nanayoski e Helvécio,  a genialidade do diálogo, da escuta e do acolhimento que é, ao contrário dos recursos econômicos, infindavelmente mil milhões de vezes infinitos.

Hoje, a consagração desta dupla para liderar os destinos da cidade,  se abre para uma nova página da história a ser construída com base no amor, e no trabalho dedicado ao seu povo. Temos a certeza e lhes devotamos a confiança de que não medirão esforços para encontrar ativamente o melhor caminho de realização para contemplar nosso povo já tão sofrido.  

DEUS,  que foi a glória de Jerusalém,  será sempre o GUIA MAIOR desta dupla nas suas ações em benefício da nossa cidade.

Na busca ativa pela realização dos sonhos das pessoas que habitam esta cidade que é nosso lar, a parceria maior de Nana, como é carinhosamente chamado pelo povo e de Dr. Helvécio é com Deus e com seu povo.

Serão sim, um sinal de vida, liberdade, fecundidade para todas as pessoas que habitam este território e  que aguardam ansiosamente por um tempo novo.

A presença deles no poder público local, traduziu e espelhou alegria e felicidade das pessoas mais simples que assumem o papel de testemunhas de uma cidade que pode ser nova e revitalizada a partir de todas as suas ações públicas.

Lutem, batalhem e vão em busca deste importante Projeto de Cidade nova e melhor para seu povo. Os problemas não passam de desafios diante da imensa vontade de fazerem mais e melhor.

 #tamo juntos nessa caminhada de sonhos!

O convite é para fazermos deste momento um grande ato de cidadania. Acompanhem toda a solenidade pelas redes sociais, liguem para parentes e amigos para assistirem este momento histórico da nossa cidade.

                                                                     Por Deodato Gomes 


quinta-feira, 19 de novembro de 2020

Após as eleições municipais a Escola João Beraldo foi completamente desinfectada, com o Cloreto de Benzalcônio, como forma de prevenção ao coronavírus.

 








Após o processo das eleições municipais, devido a um grande fluxo de pessoas no interior da Escola João Beraldo,  o prédio passou por uma ação de higienização e desinfecção geral. A desinfecção dos ambientes da escola, recebeu os cuidados necessários com o uso de Cloreto de Benzalcônio, (amônia quaternária). O procedimento visou combater a propagação do novo coronavírus, garantindo segurança dos servidores que estão no trabalho presencial. 

O momento inspira cuidados individuais redobrados  e ações mais efetivas do poder público devido a nossa região ter regredido para a onda vermelha.


Por estar no status de onda vermelha a região Nordeste fica mais restritiva, onde somente os serviços considerados essenciais são permitidos, como:

- Supermercados, padarias, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência;

- Bares (somente para delivery ou retirada no balcão);

- Açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros;

- Serviços de ambulantes de alimentação;

- Farmácias, drogarias, lojas de cosméticos, lavanderias, pet shop;

- Bancos, casas lotéricas, cooperativas de crédito;

- Vigilância e segurança privada;

- Serviços de reparo e manutenção;

- Lojas de informática e aparelhos de comunicação;

 

terça-feira, 17 de novembro de 2020

FAÇA JÁ SUA MATRÍCULA PARA 2021 PELA INTERNET. VEJA COMO. PORQUE A TRANSFORMAÇÃO COMEÇA NA EDUCAÇÃO E A EDUCAÇÃO COMEÇA NA MATRÍCULA.

 Chegou a hora de fazer sua inscrição no novo cadastro escolar da rede pública, o SUCEM – Sistema Único de Cadastro e Encaminhamento para Matrícula. Se você quer estudar na Escola João Beraldo em  2021, acesse cadastroescolar.educacao.mg.gov.br e faça seu cadastro. O período vai de 16 de novembro a 11 de dezembro. Não fique de fora. A transformação começa na educação e a educação começa na matrícula.


Se o corpo se ocupa em tentar manter um nível de temperatura agradável a ele mesmo, a capacidade de análise e concentração diminuem consideravelmente, principalmente quando se trata de trabalhos intelectuais. Em Carlos Chagas onde o clima é predominantemente quente, o uso do ar condicionado é artigo de primeira necessidade nas Escolas e é muito importantíssimo para não prejudicar desempenho dos estudantes. Estou feliz demais com nossos 22 ar condicionados. Serão instalados 2 por sala de aula. 

domingo, 8 de novembro de 2020

Leia a íntegra do discurso da vitória de Joe Biden como presidente eleito

 Leia a íntegra do discurso da vitória de Joe Biden como presidente eleito

Democrata pregou a cura da alma dos EUA após eleição tensa



Joe Biden, presidente eleito dos EUA, fez o discurso da vitória na noite de sábado (7), em Wilmington, Delaware. Leia a íntegra a seguir.

Meus conterrâneos americanos, o povo deste país falou. Ele nos deu uma clara vitória, uma vitória convincente, uma vitória para "Nós, o povo". Nós vencemos com o maior número de votos já dados a uma chapa presidencial na história deste país —74 milhões.

Estou comovido pela confiança e a fé que vocês depositaram em mim.

Prometo ser um presidente que não busca dividir, mas unir. Que não vê estados vermelhos e azuis, mas os Estados Unidos. E que trabalhará com todo o seu coração para conquistar a confiança de toda a população.

Pois isso é do que se trata a América: o povo. E é disso que tratará nosso governo.

Eu quis ter este cargo para restaurar a alma da América. Para reconstruir a espinha dorsal do país —a classe média.

Para fazer a América ser respeitada em todo o mundo novamente e nos unir aqui em casa. É a maior honra da minha vida que tantos milhões de americanos tenham votado nessa visão. E agora o trabalho de realizar essa visão é a tarefa de nossa época.

Como eu já disse muitas vezes, sou o marido de Jill. Eu não estaria aqui sem o amor e o apoio incansável de Jill, Hunter, Ashley, todos os nossos netos e seus cônjuges e toda a nossa família. Eles são meu coração.

Jill é uma mãe —uma mãe militar— e uma educadora. Ela dedicou sua vida à educação, mas ensinar não é só o que ela faz —é quem ela é. Para os educadores da América, este é um ótimo dia: vocês terão uma de vocês na Casa Branca, e Jill vai ser uma ótima primeira-dama.

E eu terei a honra de servir com uma fantástica vice-presidente, Kamala Harris, que fará história como a primeira mulher negra, a primeira mulher de origem sul-asiática e primeira filha de imigrantes já eleita para um cargo nacional neste país.

1.             

O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos Joe Biden, sua esposa Jill, a candidata à vice-presidência Kamala Harris e seu marido Doug comemoram vitória durante comício em Wilmington, no estado de Delaware Jim Watson/AFP

Isso já devia ter acontecido há muito tempo, e somos lembrados hoje à noite de todos os que lutaram firmemente durante tantos anos para que acontecesse. Mas mais uma vez a América curvou o arco do universo moral em direção à justiça.

Kamala, Doug, gostem ou não, vocês são da família. Vocês se tornaram Bidens honorários e não há como escapar.

A todos os voluntários, que trabalharam nas pesquisas no meio desta pandemia, autoridades eleitorais locais —vocês merecem um agradecimento especial deste país.

À minha equipe de campanha, e todos os voluntários, a todos os que deram tanto de si para tornar possível este momento, eu devo tudo a vocês.

E a todos os que nos apoiaram: orgulho-me da campanha que fizemos e conduzimos. Estou orgulhoso da coalizão que formamos, a mais ampla e diversificada da história. Democratas, republicanos e independentes. Progressistas, moderados e conservadores. Jovens e velhos. Urbanos, suburbanos e rurais. Gays, héteros, transgêneros. Brancos, latinos, asiáticos, americanos nativos.

E especialmente por aqueles momentos em que esta campanha esteve mais frágil, a comunidade afro-americana se ergueu novamente por mim. Eles sempre terão meu apoio, e eu o de vocês.

Eu disse desde o começo que queria uma campanha que representasse a América, e acho que a fizemos. Agora é assim que eu quero que seja o governo.

E aos que votaram no presidente Trump, eu compreendo sua decepção nesta noite. Eu mesmo já perdi algumas eleições. Mas agora vamos dar uma chance uns aos outros. Está na hora de pôr de lado a retórica dura. De baixar a temperatura. De vermos uns aos outros de novo. De escutarmos uns aos outros de novo.

Para progredir, precisamos parar de tratar nossos oponentes como inimigos. Não somos inimigos. Somos americanos.

 

 

Apoiadores comemoram vitória do candidato democrata Joe Biden à presidência dos Estados Unidos, na praça Black Lives Matter em frente à Casa Branca (Washington DC) Eric Baradat /AFP

A Bíblia nos diz que para tudo há um tempo certo, um tempo para construir, um tempo para colher, um tempo para semear. E um tempo para curar. Este é o momento de curar a América.

Agora que a campanha terminou —qual é o desejo da população? Qual é nosso mandato? Acredito que seja este: os americanos nos chamaram para controlar as forças da decência e as forças da justiça. Para controlar as forças da ciência e as forças da esperança nas grandes batalhas de nossa época.

A batalha para controlar o vírus. A batalha para construir prosperidade. A batalha para garantir tratamento de saúde para sua família. A batalha para conseguir justiça racial e extirpar o racismo sistêmico deste país. A batalha para salvar o clima. A batalha para restaurar a decência, defender a democracia e dar a todos neste país uma chance justa.

Nosso trabalho começa por controlar a Covid. Não podemos reparar a economia, restaurar nossa vitalidade ou desfrutar os momentos mais preciosos da vida, abraçar um neto, aniversários, casamentos, formaturas, todos os momentos mais importantes para nós, enquanto não tivermos esse vírus sob controle.

Na segunda-feira vou nomear um grupo de importantes cientistas e especialistas como assessores da transição para ajudar a pegar o plano Biden-Harris para a Covid e transformá-lo em um plano de ação que começa em 20 de janeiro de 2021. Esse plano será construído sobre um alicerce científico. Será construído com compaixão, empatia e preocupação.

Não pouparei esforços —ou dedicação— para reverter esta pandemia.

Eu disputei como um orgulhoso democrata. Agora serei um presidente americano. Vou trabalhar duro por aqueles que não votaram em mim —assim como para os que votaram. Deixem esta triste era de demonização na América terminar aqui e agora.

A recusa dos democratas e republicanos a cooperar uns com os outros não se deve a uma força misteriosa fora de nosso controle. É uma decisão. É uma opção que fazemos.

E se podemos decidir não cooperar também podemos decidir cooperar. E acredito que isso faz parte do mandato para a população americana. Vocês querem que nós cooperemos.

Essa é a opção que farei. E eu peço ao Congresso —democratas e republicanos igualmente— que façam essa opção comigo.

A história americana tem a ver com a lenta mas constante ampliação das oportunidades. Não se enganem: muitos sonhos foram retardados por um tempo longo demais. Devemos tornar a promessa do país real para todos, não importa sua raça, etnia, religião, identidade ou deficiência.

A América sempre foi moldada por pontos de inflexão —por momentos no tempo em que tomamos decisões difíceis sobre quem somos e o que queremos ser.

Lincoln em 1860 —vindo para salvar a União.

Franklin Roosevelt em 1932 —prometendo um New Deal a um país perturbado.

John Kennedy em 1960 —prometendo uma Nova Fronteira.

E 12 anos atrás —quando Barack Obama fez história e nos disse: "Sim, nós podemos".

Estamos novamente em um ponto de inflexão. Temos a oportunidade de derrotar o desespero e construir uma nação de prosperidade e propósitos.

Podemos fazer isso, sei que podemos.

Já falei muito sobre a batalha pela alma da América. Devemos restaurar a alma da América. Nosso país é moldado pela batalha constante entre nossos melhores anjos e nossos impulsos mais obscuros. Está na hora de nossos melhores anjos prevalecerem.

Nesta noite, o mundo inteiro está olhando para a América. Acredito que em nosso melhor momento a América é um farol para o mundo. E lideramos não pelo exemplo de nosso poder, mas pelo poder de nosso exemplo.

Eu sempre acreditei que podemos definir a América em uma palavra: possibilidades. Que na América todos devem ter a oportunidade de ir tão longe quanto seus sonhos e a capacidade dada por Deus os levarem.

Vocês veem, eu acredito na possibilidade deste país. Estamos sempre olhando à frente. À frente para uma América mais livre e mais justa. Para uma América que cria empregos com dignidade e respeito. À frente para uma América que cura doenças —como câncer e Alzheimer. À frente para uma América que nunca deixa ninguém para trás.

Uma América que nunca desiste, nunca se rende. Esta é uma grande nação. E nós somos um bom povo. Isto são os Estados Unidos da América. E nunca houve nada que não conseguimos fazer quando o fizemos juntos.

Nos últimos dias da campanha, tenho pensado em um hino que representa muito para mim e minha família, especialmente para meu filho Beau, já falecido. Ele captura a fé que me sustenta e que eu acredito que sustenta a América.

E espero dar algum conforto e alívio às mais de 230 mil famílias que perderam um ser amado para esse vírus terrível neste ano. Meu coração está com cada um de vocês. Espero que este hino lhes dê alívio também.

"E Ele os erguerá com asas de águia,
Os sustentará no sopro do amanhecer,
Os fará brilhar como o sol,
E os segurará na palma de Sua mão."

E, agora, juntos —nas asas da águia— embarcamos no trabalho que Deus e a história nos pediram para fazer.

Com corações plenos e mãos firmes, com fé na América e nos outros, com amor pelo país —e sede de justiça—, sejamos a nação que sabemos que podemos ser.

Uma nação unida. Uma nação fortalecida. Uma nação curada. Os Estados Unidos da América.

Deus os abençoe. E que Deus proteja nossas tropas.

Tradução de Luiz Roberto Mendes Gonçalves.

FONTE: Folha de São Paulo de 08-11-2020

domingo, 1 de novembro de 2020

Para que devemos lembrar da morte? Veja aqui, depois da reflexão, o link com todas as pessoas que fizeram sua passagem e que registramos em nosso Blog..


Dia 2 é o dia de finados, dia dos mortos. Feriado. Dia para se lembrar dos que se foram. Para se lembrar da morte. Lembrar-se da morte para quê? Não é sufocante lembrar da morte? Tem gente que prefere não passar perto de cemitério e sai com a justificativa de que "quem não é visto não é lembrado". Tem gente que prefere não pensar o que virá a acontecer quando a vida resolver deixar de estar.

Pensar na morte tem a sua necessidade e a sua importância. Primeiramente, porque não há como decidir dela se livrar. Ela virá. No tempo que não nos foi dado conhecer. Nem mesmo alguns médicos que teimam em prever o dia do fim conseguem saber. E, depois, porque pensar na morte nos ajuda a compreender o poder que não temos. Somos frágeis. Um sopro, apenas, e a vida se cansa. E nem temos tempo para despedidas. Um passo em falso. Uma doença desnecessária - há doenças necessárias? Um acidente. E há tantos deles por aí. E a morte chega. Viver lembrando a morte nos ajuda a matar em nós tudo aquilo que nos rouba a vida. Ladrões de sonhos, de serenidades, de liberdade. Ladrões de corações. Ladrões de paz. De uma paz tão necessária, inclusive, para que vivamos mais e melhor. Brigas ali e aqui. Disputas. Arrogâncias. Ódios acumulados. Bobagens que nos trazem uma bagagem pesada para viver.

O poeta Quintana dizia: "A morte deveria ser assim: um céu que pouco a pouco anoitecesse e a gente nem soubesse que era o fim...”. O fato é que ninguém sabe quando e como será. O que se sabe é que o fim virá. É preciso lembrar isso. E não depende de nós. Depende de nós, entretanto, matar o que nos mata antes de morrer. Lembrar-se dos que se foram e conviver com a bela saudade. Chorar, se necessário. E prosseguir. Cultuando a brevidade da vida como uma oportunidade de celebrar cada instante. Nenhum deles volta. Nenhum deles se repete. Viva a vida. Mesmo sabendo que dura pouco.


TODAS AS PESSOS QUE SE PASSARAM E REGISTRAMOS  AQUI EM NOSSO BLOG.

                                                                                                                           Gabriel Chalita

quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Santa Teresa, a padroeira dos professores Neste dia 15 de outubro a igreja celebra a intercessora daqueles que dedicam suas vidas a educar e ensinar.


 

Os professores têm uma padroeira ilustre: Santa Tereza D'Ávila ou Santa Tereza de Jesus, cuja memória celebramos no dia de hoje. Uma espanhola muito a frente de seu tempo em que as mulheres não tinham voz nem dentro da Igreja. Ela é a protetora dos docentes.

Santa Tereza nasceu em Ávila, em uma família com 10 irmãos.

Hoje é Dia dos Professores. Na Igreja, Santa Teresa de Jesus é a padroeira dessa importante profissão e a responsável por interceder por aqueles que dedicam suas vidas a educar e ensinar o outro. 

“Santa Teresa é considerada mestra de oração e uma excelente pedagoga no caminho da espiritualidade, portanto ela é padroeira dos professores pela sua maestria em lidar com as pessoas para que elas perfizessem um caminho mais fácil para chegarem até Deus”, explicou o Frei Marcos Hideo Matsubara, frade carmelita descalço.

Santa Teresa de Jesus também é conhecida como Santa Teresa de Ávila. Nasceu em 1515 e morreu aos 67 anos, na Espanha. A vida de santidade começou aos 20 anos quando ingressou no Carmelo. “Uma santa que deixou uma contribuição valorosa para a espiritualidade cristã. Ela é bastante venerada não só entre os cristãos católicos, mas também por pessoas de outras religiões”, ressaltou o frei.

Santa Tereza foi uma religiosa que contribuiu muito com a Igreja Católica. Dentre as obras dela, se destaca a fundação de mosteiros, mais de 30 foram fundados por ela. Com isso, Santa Teresa arrebanhou muita gente para vivenciar o amor de Cristo e transmiti-lo também para outras pessoas. Muita gente, entre homens e mulheres, entraram para esses mosteiros se tornando então carmelitas descalços.

Frei Marcos lembra que Santa Teresa morava no Mosteiro da Encarnação: “Ela quis fazer uma reforma, onde a vida fosse mais simples, mais pobre, autêntica, fiel àquela proposta da vida religiosa. Por isso, ela começou a fundar muitos mosteiros. Foi uma mulher corajosa, que enfrentou muito preconceito na época, onde a mulher não tinha espaço na Igreja e nem fora dela”.

Santa Teresa foi canonizada pelo Papa Gregório XV, em 1622, e muito depois disso, foi reconhecida como doutora da igreja. “Isso não é um acontecimento qualquer, mas muito especial, porque são proclamados doutores aqueles que produziram uma obra literária, uma doutrina, um pensamento significativo, que contribuiu para o crescimento da Igreja”, pontuou o frei.

É importante destacar ainda a diferença entre Santa Teresa de Jesus e Santa Terezinha do Menino Jesus. Muita gente confunde as duas santas por terem o nome muito parecido. Frei Marcos explicou: “A personalidade das duas é bastante diferente. Santa Terezinha é mais associada à dimensão afetiva, é a santa das rosas, é dócil, feminina. Santa Teresa é uma mulher de personalidade forte, de um humor extraordinário, brincalhona e corajosa. Não que Santa Terezinha não fosse, também foi, mas do seu jeito muito particular. Santa Teresa, para mim, simboliza a mulher forte. Santa Terezinha, a docilidade, a ternura da mulher”.

No dia 15 de outubro se comemora o dia de Santa Teresa e tempos mais tarde, passou a se comemorar também o dia do professor. Uma de suas marcas era a inteligência e o interesse pela leitura e pelo conhecimento, por esses motivos ela foi escolhida como a padroeira dos professores. Que, com a história de Santa Tereza, todos os professores se sintam verdadeiramente homenageados, tenham um dia cheio de alegria.

FONTE: Notícias


terça-feira, 13 de outubro de 2020

Sabe aquela ideia de olhar o copo com agua até a metade e se perguntar o que você vê: o copo meio cheio ou meio vazio?



A verdade é que ele está ao mesmo tempo meio cheio e meio vazio. A vida é assim, tem essas duas partes, e ser feliz é olhar para o que você tem e agradecer. Olhar para o que você pensa que te falta e entender como você pode melhorar. As duas se complementam e são importantes.


A parte que você pensa que te falta, na verdade é fruto das suas expectativas, de como você queria que a vida fosse. Você olha para o vazio e acha que o mundo não te deu o que você quer. Essa é a raiz da ansiedade, da frustração, do ressentimento. Isso vai te impedir de ser feliz, de enxergar a metade cheia, tudo o que a vida traz, tudo o que você já conquistou e o que ainda vai conquistar. Olha amorosamente pra você e para os que seguem com você nessa jornada.


Olhe a metade cheia, com um sentimento de gratidão que vai te trazer paz e serenidade. Podemos ser mais felizes todos os dias, independente do que nos acontece. 


 

Não desista do seu futuro: Carlinhos Brown e Lexa cantam música de campanha contra evasão escolar. #AulãoÉnaJoãoBeraldo


Globo, Fundação Roberto Marinho e parceiros lançam campanha que alerta sobre a evasão escolar, além de site para pais, alunos e professores.

 Letra:

Não abandone seu futuro

Dê duro... Lute por ele

(você não tá sozinho)

 

Não abandone seu destino

Só o ensino... Te leva lá

(você não tá sozinho)


Não abandone você mesmo

Recarregue... Pra recomeçar

(você não tá sozinho)


Agora tá difícil, irmão

Aprender com escola de mão

Mas vai passar, vai passar

Quem não parar, vai chegar lá


Não desista... Resista sim

Não desista... Desista não

Não desista... Do seu futuro

Não desista... Da educação

 

Se não dá pra ir pra escola agora,

Não deixe a escola ficar longe de você

Ligue, clique, se conecte

Não desista do direito... Seu direito de aprender


O mundo parou, parou

Mas ninguém vai parar você

Tá chato, tá - tá - tá - tá

Tá dureza, tá - tá - tá - tá

Mas uma certeza, tem - tem - tem - tem

Quem não parar vai chegar lá, meu bem


Não desista... Resista sim

Não desista... Desista não

Não desista... Do seu futuro

Não desista... Da educação



Ô DE CASAS �� ���� - Mônica Salmaso e Antonio Nóbrega

sexta-feira, 9 de outubro de 2020

Renovação da matrícula para 2021 na rede pública estadual de Minas Gerais começou nesta sexta-feira (09/10). Processo será feito on-line e o prazo vai até o dia 30 de outubro.

 





Começa, nesta sexta-feira (09/10), o período de renovação de matrícula para os alunos da rede pública estadual de ensino de Minas Gerais. Até o dia 30 de outubro, os estudantes que pretendem continuar na mesma escola devem fazer o processo que, neste ano, será on-line. A renovação de matrícula para os estudantes que já estão na rede estadual de ensino será formalizada pelos pais/responsáveis ou pelo próprio aluno, quando maior de idade no endereção:

 https://renovacao.educacao.mg.gov.br/

 

Já para os alunos que não têm acesso à internet, as famílias, ou o aluno maior de 18 anos, devem entrar em contato com a escola, por meio de telefone, aplicativo de mensagens, e-mail ou outros meios disponíveis, dentro deste mesmo período, para manifestar à gestão da unidade de ensino o interesse de continuidade de estudos onde se encontram matriculados.

Para quem pretende mudar de escola ou vir de outra rede de ensino para a rede pública estadual, será necessário aguardar o momento do cadastramento escolar que, de acordo com a Resolução SEE nº 4.421, deverá ocorrer em novembro.

 https://renovacao.educacao.mg.gov.br/

 

Renovação

Para realizar a renovação da matrícula, os pais /responsáveis, ou o aluno maior de 18 anos, deverão acessar o site renovacao.educacao.mg.gov.br, entre os dias 09 e 30 de outubro. Será necessário inserir o número da matrícula no campo destinado ao login, e a data de nascimento com dia, mês e ano com os quatro dígitos (sem barras), no espaço destinado à senha.

Caso o estudante não tenha o número da matrícula, basta clicar na opção “recuperar número de matrícula do aluno”. Ao selecionar essa opção, o sistema solicitará identificação da escola onde o aluno está matriculado, seu nome completo, data de nascimento e o nome da mãe ou do pai.

Ao concluir o procedimento de renovação da matrícula, será disponibilizado aos pais/responsáveis ou ao próprio aluno, quando maior de idade, o comprovante de renovação que poderá ser impresso ou salvo em formato PDF.

FONTE: Site da Secretaria de Estado da Educação