ISENÇÃO

ISENÇÃO
ISENÇÃO

ESCOLA INTERATIVA

ESCOLA INTERATIVA
ESCOLA INTERATIVA

APRENDIZAGEM

APRENDIZAGEM
APOIO

AVALIAÇÃO

AVALIAÇÃO
AVALIAÇÃO

DIÁRIO DIGITAL

DIÁRIO DIGITAL
DIÁRIO DIGITAL

ENEM

ENEM
ENEM

Inscrição

Inscrição
INSCRIÇÃO

ENCEJJA

ENCEJJA
encejja

Instituto Avaliar - PAAE

Instituto Avaliar - PAAE
Instituto Avaliar - PAAE

MECFLIX

MECFLIX
MECFLIX

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

terça-feira, 19 de junho de 2018

JOÃO BERALDO QUER SABER SUA OPINIÃO: SERÁ QUE O HEXA VEM? Responda a enquete a seguir.

Jogadores e Comissão Técnica da Seleção Brasileira-2018



Em pé: Marquinhos, Filipe Luis, Danilo, Marcelo, Ederson, Alisson, Cássio, Renato Augusto, Casemiro, Paulinho, Fernandinho e Geromel;

No meio: Ricardo Rosa (preparador físico), Fábio Mahseredjian (preparador físico), Rodrigo Lasmar (médico), Taffarel (treinador de goleiros), Edu Gaspar (coordenador de Seleções), Tite (técnico), Cléber Xavier (auxiliar técnico), Sylvinho (auxiliar técnico), Fernando Lázaro (analista de desempenho) e Matheus Bachi (auxiliar técnico e tecnológico);


Sentados: Roberto Firmino, Taison, Philippe Coutinho, Thiago Silva, Gabriel Jesus, Miranda, Neymar, Fágner, Fred, Willian e Douglas Costa.






segunda-feira, 18 de junho de 2018

ESCOLA JOÃO BERALDO REALIZA INTERCLASSE E A COPA DO MUNDO É O TEMA DESSA ATIVIDADE ESPORTIVA EM FOCO!



O ambiente escolar é um local de aprendizado e conhecimento, por isso, para motivar os alunos a vivenciarem essa Educação que vai além da sala de aula, é que  inovamos  com projetos, atividades e eventos que integrem a escola no seu todo e as turmas entre si. O esporte educacional é este vetor importante de integração e de construção de valores.
A Copa do Mundo é o tema dos Jogos Interclasses da Escola João Beraldo neste 2018. A disputa seguirá até o dia 11 de julho e  cada turma está representando um do 32 país participante do Mundial. A modalidades disputada é o futsal. Durante os jogos os professores estão trabalhando temas relacionados com o mundial em sala de aula. 


Os jogos estão acontecendo na  Quadra do Clube Carlos Chagas, e foi organizado, com o objetivo de criar um convívio social, saudável e interativo para nossos alunos. Estes  Jogos Interclasse acontecem como atividades esportivas, nas modalidades de futsal,  aplicadas entre os alunos de classes/séries diferentes, no intuito de promover um momento de lazer e integração entre os alunos. Uma ação importante é o estudo das regras da modalidade  futsal pelos alunos antes dos jogos.


Agradecemos o apoio da Secretaria de Assistência Social na pessoa do Professor Néneo por todo auxílio dispensado.
Fiquei feliz ao ver todos os professores e alunos hoje na quadra para este momento importante da nossa escola.
                                                            por  Deodato Gomes-Diretor

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Escola João Beraldo publica tabelas do seu Campeonato interno.









REGULAMENTO INTERNO

 A duração da partida será de 2 tempos de 12 minutos para todos os módulos. Jogador/aluno expulso de um jogo não poderá atuar mais no restante dos jogos. Haverá um tempo de tolerância de 15 minutos, ultrapassando este tempo a equipe infratora perderá por w x o. É obrigatório o uso de uniformes, caneleiras e tênis adequado para a prática dessa modalidade, O jogador/atleta terá até a data do primeiro jogo para poder se inscrever.
Pontuação: vitória 3, empate 1 e derrota 0
Critérios de desempate:
1 - número de pontos
2 - Saldo de gols
3 - Gols feitos
4 - Menor número de cartões vermelho
5 - Menos número de cartões amarelo
6 - Sorteio. Demais regras serão consultadas no Livro Nacional de regras 2013 da CBFS.


 “A prática esportiva ajuda num mundo melhor com tudo de bom que nos traz: saúde, autoestima, espírito de equipe, objetivos, entre outros atributos que com certeza, vem junto com o esporte.”  
Gustavo Borges

quinta-feira, 14 de junho de 2018

QUEM NÃO VIU A CERIMÔNIA DE ABERTURA DA COPA NA RÚSSIA , PODE VER AQUI NO GIRASSOL.


Foi comunicativa, curta e bastante expressiva, além de visualmente simples a cerimônia de abertura da Copa-2018 na Rússia, diante de outras que já assisti. A Copa alimenta sonhos e emoções de pessoas em todo o mundo e a abertura cumpre um papel de apresentar objetivos, mexer com a imaginação das pessoas e dar um sentido geral ao evento. A abertura, além de marcar o  início do grande espetáculo, marcou o início da corrida espacial da guerra fria, quer também comunicar um desejo de congraçamento de todas as culturas e todos os povos e de acender o sonho de paz que está latente no coração de toda a humanidade. Interessante que canções apresentadas nestes espetáculos,  acabam se eternizando nesta  cerimônias e se tornam lembradas eternamente em todo o mundo. Como a FIFA consegue articular e unir países para fazer esta festa tão bonita, deveriam se unir também para resolver os outros  problema do mundo como por exemplo a fome. Ronaldo, duas vezes campeão, um pouco sem graça, esteve lá, conduzindo o futuro por meio de uma criança. O cantor Robbie Williams além de ter o privilégio de cantar a música Angels, que por sinal tem uma letra e melodia linda, fez um protestou veemente, contra a censura de uma de sua canções. A cantora clássica russa Aida, arrazou em apresentação junto com Robbie Williams e encantou o momento com suas lindas canções. Presente e se sentindo honrado, como disse, o anfitrião da casa, o Presidente Vladimir Putin que foi muito aplaudido, abriu o evento dando boas vindas. Deixou palavras bonitas para o mundo,  dizendo que “o esporte está além da política...todos querem viver em paz, se juntar e apreciar o futebol”. No Brasil dá muita polêmica a combinação política-futebol. Tem gente que não vai torcer achando que vibrar com os gols do Brasil é apoiar o presidente que chegou ao poder depondo Dilma. Outros não vestirão a camisa do Brasil, esquecendo que ela é de todos e não apenas de alguns. O Presidente Putin falou ainda  que vai ser inesquecível tanto para jogadores quanto para os torcedores a Copa da Rússia neste ano. Tomara que o brasileiro possa comemorar a alegria de cada jogo e de conquistar a taça do hexa sem esquecer a situação tão crítica em que nosso país se encontra. Não é incompatível se alegrar com o futebol, esse fato total brasileiro, como dizem os sociólogos, e vestir a camisa do Brasil. Você pode fazer isto  sem perder a sua lucidez e sem perder também a sua capacidade de análisar criticamente a situação do nosso país, inclusive para decidir o voto.

                                                                                     Deodato Gomes Costa

quarta-feira, 13 de junho de 2018

ESCOLA JOÃO BERALDO VESTE A CAMISA DO BRASIL PARA A COPA DO MUNDO! VAI BRASIL!



A Escola João Beraldo já ensina e aprende com a Copa do Mundo e as Tradições Juninas.


Entremos no clima,  a camisa do Brasil e os trajes de caipira proporcionam o ambiente perfeito para dançar o forró e torcer pela seleção brasileira. 





Que venha a Copa trazendo alegrias!
Na luta com as tradições e as vibrações dos mais de 200 milhões de brasileiros!
A crise, a corrupção e todo retrocesso imposto será vencido com o voto do povo!



Vamos  espalhar coisas boas sem alienação,  o Brasil precisa e a gente merece!
Vibrar de forma crítica com as vitórias do Brasil na Copa! 



Garanta seu direito de torcer e viva a emoção de ser brasileiro!



O verde, o amarelo, o azul e o branco  é de todos os brasileiros, não  de um grupo.  






Nas salas e corredores internos, pinturas e cartazes com desenhos do mascote Zabivaka, feitos e pintados pelos alunos. As 32 seleções foram representadas pelas bandeiras dos países trabalhadas pela Professora Ayume.




Na quadra da escola começaremos também a nossa Copa João Beraldo com cada turma representando um dos 32 países que participam da Campeonato mundial. 




A camisa verde amarelo é nosso uniforme em todos os dias de jogos.




 "É bem melhor chegar à escola e ver tudo colorido. É mais alegre", falou uma  aluna do 6º ano. 



“É bem mais legal. A gente se diverte e entra mesmo no clima da Copa”, comentou uma servidora.





Sinta se convidado para o nosso Arraía no dia 06 de Julho de 2018.





terça-feira, 12 de junho de 2018

ESCOLA JOÃO BERALDO INFORMA PERÍODO DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO DA SELEÇÃO SERIADA (SASI) PARA O ANO DE 2018. Para acessar o formulário clique no ícone abaixo.


Está aberta o período de solicitação de isenção total ou parcial da taxa de inscrição da Seleção Seriada - SASI para o ano de 2018.

Procure a Escola João Beraldo para se informar sobre o SASI.



PERÍODO DE SOLICITAÇÃO: de 11 a 28 de Junho.
ENVIAR DOCUMENTOS ATÉ: 29 de junho 

CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA ACESSAR O FORMULÁRIO E REALIZAR A SUA SOLICITAÇÃO:

ISENÇÃO TOTAL para alunos da escola pública ou como bolsista integral na escola particular. Mas é preciso comprovar: 
  • aluno inscrito no Cadastro Único
  • possuir renda familiar mensal inferior ou igual a 1,5 salário mínimo per capita. 
ISENÇÃO PARCIAL  -  de 50% - para alunos matriculados em escola pública no ensino médio, independente da renda. 

É importante que se leia todo o Edital e se informe de todas as informações:
Acesse o edital aqui:
https://drive.google.com/file/d/1DNSBuy_FfK0ohoZDodSkPEC3h0RwoEzZ/view?usp=sharing

segunda-feira, 11 de junho de 2018

ESCOLA JOÃO BERALDO REALIZA EXCURSÃO CULTURAL À DIAMANTINA e causa grande impacto na aprendizagem e no gosto cultural dos seus alunos.



Foi muito significativo o impacto da Excursão Cultural realizada pela Escola João Beraldo à cidade histórica de Diamantina, para a aprendizagem dos alunos. Este rico momento, proporciona muitos conhecimentos e  pode ajudá-los até mesmos a buscarem um caminho de realização para sua vida futura. 

O contato dos estudantes com a arte,  com a arquitetura e a história dessa cidade rica em objetos culturais com esta excursão, vão fazer memória nas lembranças dos nossos estudante.


Qualquer mudança na rotina do ensinar em nosso dia-a-dia gera novas e diferentes percepções, imaginemos o que é visitar uma cidade histórica, que funciona como sendo toda ela um grande atrativo artístico e cultural! Diamantina é assim, um grande atrativo, como explicou Clara Viana, nossa aluna que agora estuda na federal de Diamantina e que esteve  todo o tempo conosco enquanto estivemos lá. Essa cidade ia sendo  decifrada e conhecida por todos os estudante que ouviram atentamente as palavras de Daluz e da Thaísa, as guias que nos proporcionou bastante informações importantes.
O  roteiro foi muito bem escolhido e planejado, não se trata simplesmente de um passeio que quebra a rotina das aulas, tudo que os alunos aprenderam está relacionado aos conteúdos trabalhados em sala de aula. Nesta excursão colocamos os nossos alunos em contato com a história viva e com o patrimônio artístico e arquitetônico  de Diamantina, do século XVIII.
 Impressionante como a vida de Chica da Silva exerceu um grande fascínio e atenção dos estudantes. 



Parece até mais que Juscelino, um dos grandes estadistas brasileiro, o qual visitamos o museu dedicado ao mesmo.


Esta Cachoeira, chamada de Sentinela no Parque do Biribiri, supersegura que está na área de preservação ambiental em Diamantina visitada por nós, fez muito sucesso entre os nossos alunos. Um lugar edênico, divino e magnífico. 

Olha a felicidade de Kaê na Cachoeira da Sentinela no Parque do Biribiri!

Igor e Vinícius

A curiosidade move um estudante e ela é capaz de transformar impressões e percepções  em visão de mundo e conhecimento.  É muito grande a satisfação de ver estudantes em diamantina que de outra forma jamais visitariam um lugar tão importante da nossa história. 

Abaixo o caminho dos escravos. 

Tudo foi preparado antes, em todos os sentidos com muito trabalho para que o aluno entendesse a diferença entre uma excursão educativa e uma excursão de entretenimento. 

Agradecemos a Deus por estes momentos tão cativantes que vivenciamos junto aos nossos alunos. Acreditemos! Educação liberta e indica caminhos. Nossos alunos jamais serão os mesmos. Valeu! Obrigado a todos e em especial a Clara Viana, que nos acompanhou todo o tempo  e ao Vereador Odeni que contribuiu para a realização desta importante excursão. Foi tudo muito proveitoso. 
Lançamos o desafio para os estudantes presentes que participaram da excursão. Qual deles vão fazer como Clara e Vitória. Vão retornar a Diamantina na condição de estudante?
Vitória, nossa aluna que trocou a  João Beraldo por Diamantina e hoje faz estágio na Espanha.

Clara Viana, ex aluna da João Beraldo e estudante da Federal em Diamantina








Vejam o álbum com todas as fotos no facebook.

As fotos estão também no Google fotos.
https://photos.app.goo.gl/B2u4aYhdnVNkQ6seA

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Quem é o sujeito oculto da Educação? O SUJEITO OCULTO DA EDUCAÇÃO, uma reflexão para reunião de professores.



O SUJEITO OCULTO é ponto gramatical importante nas aulas de Língua Portuguesa. Quem não se lembra da aula da professora de língua portuguesa explicando esta porção de gramática.  Hoje a gente sabe que não é só uma lição de gramática. O sujeito oculto ´da nossa língua  é também uma ferramenta para entender o mundo.  É fundamental mais do que nunca hoje, procurar os sujeitos ocultos que se escondem.

Em EDUCAÇÃO, o sujeito oculto é feminino e se chama CONFIANÇA. Ela é fundamental em todas as relações escolares.
É ela quem dá sustentação nos maus momentos.
É ela quem faz um bom trabalho avançar.
É a certeza de que o colega age na melhor das intenções.
É a crença de que um erro é só um erro. Por mais grave que seja, não é um capítulo de conspiração.


Quando a gente tem confiança, se sente confortável para ir mais longe, se sente cheio de vida para construir o que nós, coletivamente, planejamos e concordamos em fazer.

Falando desta forma poética e bonita,  parece até que somos ingênuos, No meio educacional aparecem muitas histórias de mentira e deslealdade.  Muitas dessas história mostram como um bom trabalho pode ser corroído por uma série de ações e palavras desastradas e desastrosas.

Educação é assim, por mais contraproducente que possa parecer, precisamos acreditar. Você não vê de imediato os frutos do seu suado trabalho. Acreditar no trabalho que você faz, ter fé no seu aluno, nos seus colegas é um grande exercício de confiança. Acreditar de forma crítica e pensante, claro, mas é preciso acreditar.

Nelson Rodrigues disse que: “sem confiança não se toma nem um sorvete”, quanto mais construir uma boa aula, um bom clima de trabalho, quanto mais ainda auxiliar estudantes em fase tão conflituosa da vida,  a se desenvolverem, a se fortalecerem nos valores nesta sociedade da descrença e da desconfiança generalizada.

Certo é gente que tudo deve partir do princípio de que todos nós: alunos, educadores, cantineiras, gestor, supervisor, estamos comprometidos com o crescimento  uns dos outros.
Na prática sabemos que não é fácil fazer educação embasada no princípio do comprometimento com o outro, mas é fundamental. Educação se faz com confiança, firmeza, planejamento e muito trabalho.
Como podemos levantar pela manhã para vir à escola, chegar aqui com o pensamento de que tudo que estamos fazendo não serve para nada, que não estamos felizes e que tudo mesmo em nosso trabalho com educação não passa de um grande peso na nossa vida.
Mais do que nunca temos que reafirmar o valor da CONFIANÇA,  principalmente quando mais vimos crescer na sociedade a DESCRENÇA GENERALIZADA. Enfim:
A CONFIANÇA VAI  MUITAS VEZES NOS MACHUCAR , MAS SÓ ELA VAI NOS FAZER AVANÇAR.
Texto adaptado para Reunião Pedagógica por Deodato Gomes

BEGUOCI, Leandro. O fim da desconfiança. Nova Escola. Ano 32. nº 311, Abril 2018

Escola João Beraldo entra em campo, junto com a seleção brasileira e já usa atividades pedagógicas para trabalhar o Campeonato Mundial de Futebol com os seus alunos.


  

Quando falamos de esporte no Brasil, estamos falando de futebol.  O futebol é o esporte mais importante no contexto social. É uma das maiores paixões do povo brasileiro. No período da Copa do Mundo, devemos aproveitar esse acontecimento para enriquecer e dar mais sentido às aulas, conhecer e saber mais sobre todos os países que participam deste evento internacional.  Devemos trabalhar interdisciplinarmente, fazendo conexão com todas as disciplinas do currículo e a sua disciplina em particular.    Para o antropólogo e professor Édison Gastaldo, o futebol “é um caminho potencial para descobrirmos verdades profundas sobre a nossa cultura, e sobre quem somos. Dentro de um campo de futebol, dramatizam-se valores e aspectos fundamentais do que significa ser brasileiro”. A Copa do mundo é o momento mais importante de celebração da nacionalidade brasileira. E explica: “isso aparece no índice de audiência das partidas do Brasil na Copa que tradicionalmente, ao longo de décadas, vem representando as maiores concentrações históricas de audiência midiática de todos os tempos. Uma partida do Brasil na Copa do Mundo concentra normalmente de 97 a 98% dos televisores ligados. Nenhum outro evento concentra tanta gente na frente da TV para ver a mesma coisa. É a hora em que todo mundo se veste de verde e amarelo, em que todo mundo canta o Hino Nacional, em que todos se abraçam, choram, vibram. Um jogo do Brasil na Copa do Mundo é o fato social total brasileiro. Concentram-se multidões de pessoas no mesmo lugar, em torno de um único valor: nós contra os outros. Por isso a Copa é tão importante. É o momento de ver quem somos frente aos outros, expresso na metonímia de que 11 pessoas são o Brasil”. Devido a  isso não se pode deixar de fazer a conexão da Copa do Mundo na Rússia com a sala de aula. Contextualizar seu conteúdo e plano de aula com o momento é certeza de garantir ao seu aluno uma aprendizagem significativa.

Escola João Beraldo entra em campo, junto com a seleção brasileira  e já usa atividades pedagógicas para trabalhar o Campeonato Mundial de futebol com os seus alunos. A menos de 20 dias da Copa do Mundo na Rússia, já planejamos  para este momento envolvente. O pontapé pedagógico inicial já foi dado com a elaboração de um Projeto recheado de sugestões de trabalho para todos os componentes curriculares. 
Clique para conhecer o nosso projeto

https://1drv.ms/w/s!AhFGJ2ekm76SjGUBsiKCM64NK5gl

Atividades sobre a Copa encontrada na Internet, própria para o 5º ano, clique no link a seguir:

https://drive.google.com/file/d/10N0T1_ux4H-TihHX-ZVen77ExMSI5TXo/view?usp=sharing




A abertura da Copa do Mundo de 2018 vai acontecer no dia 14 de junho, no Estádio Luzhniki, em Moscou. A apresentação deve acontecer momentos antes da partida inaugural do mundial, entre a anfitriã Rússia e Arábia Saudita, partida esta que está marcada para às 16h do horário da capital russa – 12h do horário de Brasília.


Participação do Brasil na 1ª Fase

17 de junho (domingo) - BRASIL x SUÍÇA - 15h

22 de junho (sexta-feira)-BRASIL x COSTA RICA-9h

27 de junho (quarta-feira) - BRASIL x SÉRVIA - 15h

Com a habilidade de craques, alunos e professores realizam  pesquisas sobre os  32 países que participarão do Mundial.



Estamos programando também o Campeonato interno que inicia dia 14 de Junho, acompanhando a abertura da Copa na Rússia.  Vamos entrar no ritmo da Copa e fazer valer o slogan:  torcer, jogar e aprender juntos!
     Se os melhores jogadores do mundo competirão nos estádios da Rússia, alunos e alunas da  escola também demonstrarão seu  talento na quadra e na sala de aula. 
 Na  COPA JOÃO BERALDO, as equipes, formadas por cada turma-sala, representarão cada país. 


      Toda a magia  que envolve a temática está sendo usada para incentivar a aprendizagem. Em sala de aula, os alunos conhecem um pouco mais sobre o lobo-jogador de futebol, símbolo da Copa do Mundo na Rússia, de 2018 que é o mascote da Copa.
O Ensino Médio faz discussões sociológicas sobre o futebol enquanto esporte que constrói a identidade do Brasil.


Segundo o sociólogo Edson Gastaldo, "um jogo do Brasil na Copa do Mundo é o fato social total brasileiro", também pudera gente, 98% dos televisores, ligados no momento de um jogo do Brasil, não é pouco não.
 Os países que participarão da Copa,  são temas de estudos das aulas de História e Geografia. A partir do momento em que o professor leva a temática para a sala, dá a oportunidade aos alunos de pesquisar e saber a história, taxa de analfabetismo, mortalidade, relevo, economia, tipos de solo, e aí quando forem assistir os jogos tem já  uma visão diferente que confere muito significado àquele momento. 
Para problematiza podemos relacionar a greve dos caminhoneiros e a copa. Será que tem pertinencia?
Disponível em:
Faz diferença um aluno assistir um jogo da Croácia,  já sabendo  que é um país rico e que tem um dos parques naturais mais preservados do mundo, bem como saber que o turismo e a economia na Croácia são muito importantes.
Cada professor tem muito para fazer com seu componente curricular. Outros temas: doping, que pode ser explorado em Biologia e as bandeiras dos países participantes que podem ser produzidas no conteúdo de arte.


Vamos todos nos envolver pedagogicamente, a Copa do Mundo de 2018 na Rússia,  começa em quinta-feira, 14 de junho e termina no domingo, 15 de julho de 2018. Ao todo seleções de 32 países participarão da competição. Os jogos serão realizados em 12 cidades-sede.
Vamos incorporar a temática da copa nos Planos de Aula. Elabore suas atividade e nos envie. Vamos criar um banco de atividade alusiva ao tema relativo a todas as disciplinas.