ESCOLA INTERATIVA

ESCOLA INTERATIVA
ESCOLA INTERATIVA

APRENDIZAGEM

APRENDIZAGEM
APOIO

AVALIAÇÃO

AVALIAÇÃO
AVALIAÇÃO

DIÁRIO DIGITAL

DIÁRIO DIGITAL
DIÁRIO DIGITAL

ENEM

ENEM
ENEM

Inscrição

Inscrição
INSCRIÇÃO

ENCEJJA

ENCEJJA
encejja

Instituto Avaliar - PAAE

Instituto Avaliar - PAAE
Instituto Avaliar - PAAE

MECFLIX

MECFLIX
MECFLIX

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

domingo, 20 de maio de 2018

É com um sentimento de gratidão e reconhecimento que os alunos da Escola João Beraldo homenagearam suas mães! Toda nossa gratidão à elas!



Foi a noite da vivência de uma GRATIDÃO  muito especial. Homenagear as mãe de nossos estudantes é sempre um imenso ato de reconhecimento e retorno a alguém imprescindível à sobrevivência da espécie humana nesta sociedade muitas vezes muito hostil, com quem está chegando. Nascemos frágeis e completamente indefesos e nos tornamos o que somos sob a ação de uma mulher  que sabe traduzir em cuidados um amor: especial, robusto, intenso e totalmente incondicional que só ela sabe depreender.

Noite do agradecer, de singela expressão de valores em que eles, os nossos estudantes,  se entregaram em apresentações e se mostram em atitudes de completa gratidão às mães. Palavras que no dia a dia não são ditas, são agora repetidas e ampliadas. "Mãe como eu te amo e como sou grato(a) a ti"  As mães são mulheres divinas e parceiras de Deus na invenção do ser humano. Pela homenagem os alunos resgatam o valor desta  gratidão tão esquecida, resgatam também o sentido da existência de mãe na sua própria vida de adolescente! Reconhecer, agradecer, gratificar, retribuir, corresponder são sentimento que se tornaram as palavras mais repetidas nesta noite especial de expressão e validação deste grande reconhecimento. 
Viva as Mães! 
Toda nossa gratidão a elas,  que sabem sublimar decepções, driblar falta de perspectivas, e todas as carências produzidas pela sociedade injusta,  desigual e excludente em que seus filhos vivem. É neste cenário que elas se tornam verdadeiras heroínas persistindo e se dedicando a seus meninos e meninas, realizando milagres com gestos generosos que não medem esforços! Com lindas apresentações os alunos acenderam no coração de todos os presentes, a tocha do sentimento maior da gratidão que se preceitua a arder sempre pela dádiva das Mães!
Obrigado Mãe!
Quando é impossível nos conhecer por nós mesmos,  você nos conhece por inteiro! 
Quando a sociedade que vivemos nos exclui pela sua desigualdade você nos acolhe! 
Seu colo, seu abraço sempre será de Paz! Você nos alivia da dor do mundo, nos refrigera e nos dá a maior lição da vida: amar apesar de toda ingratidão. É sempre assim, esquecemos tudo que fizestes e faz por cada um nós, e percebemos o seu amor como se este não passasse de um presente de consumo obrigatório, que depois de usado esquecemos em um canto qualquer. Veja todas as fotos no link a seguir:
Traduzindo o grande poetinha do amor e da gratidão Vinicius de Morais, para o nosso momento,  em parceria com Toquinho  na sua linda canção: Samba do Prelúdio,  repetimos com eles, com toda a força, somente  para você, esta linda poética:

Eu sem você não tenho porquê/Porque sem você não sei nem chorar/Sou chama sem luz, Jardim sem luar/Luar sem amor, amor sem se dar/E eu sem você sou só desamor/Um barco sem mar, um campo sem flor/Tristeza que vai, tristeza que vem/Sem você, meu amor, eu não sou ninguém
Ah! Que saudade/Que vontade de ver renascer nossa vida/Volta querido/Teus abraços precisam dos meus/Os meus braços precisam dos teus/Estou tão sozinha/Tenho os olhos cansados de olhar para o além/Vem ver a vida/Sem você, meu amor, eu não sou ninguém
Ah! que saudade/Eu sem você não tenho porquê/Que vontade de ver renascer nossa vida/Porque sem você não sei nem chorar/Volta querido/Sou chama sem luz, Jardim sem luar/Teus abraços precisam dos meus/Luar sem amor/Os meus braços precisam dos teus/Amor sem se dar
Estou tão sozinha/E eu sem você sou só desamor/Tenho os olhos cansados de olhar para o além/Um barco sem mar, um campo sem flor/Vem ver a vida/Tristeza que vai, tristeza que vem/Sem você, meu amor, eu não sou ninguém/Sem você, meu amor, eu não sou ninguém/Sem você, meu amor, eu não sou ninguém/Sem você, meu amor, eu não sou ninguém.
Para aqueles que  tem sua mãe na dimensão infinita da vida, na plenitude da gratidão divina, enviamos uma ROSA  e esta  homenagem especial dos nossos alunos, em sinal da nossa infinita gratidão. 
                                                                          Por Deodato Gomes 

quarta-feira, 16 de maio de 2018

ACONTECE NESTE SÁBADO DIA 19 DE MAIO DE 2018, NA ESCOLA JOÃO BERALDO, O 1º ENCONTRO DE CULTURAS E ARTES.



Acontece neste sábado dia 19 de Maio o 1º encontro de Culturas & Artes da cidade de Carlos Chagas a partir das 13 horas na Escola João Beraldo.


O objetivo, de acordo com os organizadores é promover espaço permanente de participação envolvendo toda a cadeia produtiva cultural e artística de Carlos Chagas.



Com um chamado a reflexão sobre o que, como e com quem pensar a Cultura e  Arte é que se está organizando este evento. 

Venha contribuir com o debate que tem o objetivo geral de construir uma perspectiva sistêmica, integral e integrada da cultura e arte. 



Tudo isso, em debate, de forma a privilegiar a participação, o saber prévio de cada um/a a diversidade de ações culturais e inclusão, pluralidade, democrático e respeito. A Ação cultural pela sociedade civil, faz necessário toda vez que o estado se fizer ausente.

Trazer à tona a cadeia produtiva da cultura é pensar as artes e a cultura como uma forma criativa de desenvolvimento socioeconômico onde cada um/a seja parte, tenha parte e tome parte de todo o processo.  E isto se dá a partir da experiência de cada um em seu território cultural construído.


 Os colaboradores deste encontro:


Assina este convite, Rogério Delamare.

terça-feira, 15 de maio de 2018

UFMG inaugura Moradia Universitária. Conheça também a moradia estudantil da UFJF.


Os novos estudantes da UFMG podem contar agora com mais 386 novas vagas de moradia em Belo Horizonte. A Universidade passa a oferecer 1.018 vagas para estudantes. Cada uma das unidades habitacionais tem quartos individuais, sala, cozinha, banheiros e área de serviço. Os prédios contam com seis elevadores. A moradia foi projetada para ser um ambiente adequado ao estudo e ao aprimoramento do desempenho acadêmico.

Vejam o vídeo da inauguração.




CONHEÇA A MORADIA ESTUDANTIL NA UFJF.
A Universidade Federal de Juiz de Fora apresenta o programa 'Check in UFJF". O trabalho realizado pela equipe da Diretoria de Imagem Institucional busca a divulgação de espaços desconhecidos ou pouco frequentados pela comunidade interna e externa à instituição. A cada programa, um lugar diferente, a essência de sua existência, a importância, sua funcionalidade e contatos para visitação e atendimento ao público.


MECFLIX plataforma criada pelo MEC apresenta milhares de videoaulas custo. Clique na imagem e faça seu cadastro.



MECFLIX é uma plataforma de estudos com milhares de videoaulas oferecidas sem custo por parceiros selecionados do MEC. Seu objetivo é fornecer de maneira livre e gratuita para estudantes do Ensino Médio e egressos um conjunto rico de materiais didáticos relacionados aos componentes exigidos no ENEM.
CADASTRE AQUI:

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Escola João Beraldo participa de CONCURSO CULTURAL DE DESENHOS, SLOGANS E REDAÇÃO como atividade de mobilização referente ao dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.


A Secretaria Municipal da Assistência Social, o conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e Conselho Tutelar estando sintonizados com as atividades de mobilização referente ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, vem propor para todas as escolas:



O objetivo do Concurso é mobilizar e sensibilizar crianças e adolescentes sobre este grave problema incentivando a denuncia contra quem prática este tipo de violência.
Pela proposta os professores desenvolverão reflexões junto aos alunos que culminará com a produção de um slogan ou redação envolvendo os estudantes do Ensino Fundamental II e uma Redação para o Ensino Médio. O certame está dividido em categorias:
Categoria: I-Educação Infantil-Desenho,  6º ao 9º-Slogan ou Redação e Ensino Médio-Redação.
Quais são os prêmios para os três melhores trabalhos de cada categoria?









Recebemos a visita de Ana Carolina e Jucarla que vieram trazer a temática para os estudantes da nossa escola e estão fazendo isto em todas as escolas inclusive viajarão para o meio rural com este objetivo.
Recebemos um material de estudo que vale a pena conhecer para qualificação e  maior fundamentação da abordagem pedagógica em sala. Clique na imagem a seguir e acesse o material.

Apresentamos a seguir algumas atividades relacionadas ao tema trazidas por Ana Carolina e Jucarla, que podem e devem ser desenvolvidas junto aos estudantes, depois de uma boa roda de conversa sobre o tema. Acessem as mesmas por meio do link:



Como atividade relacionada a este importante movimento em nossa cidade,  temos a palestra a ser ministrada pelo Promotor,  que se realizará na Câmara Municipal nesta quinta feira. Imperdível, pois este é um tema que precisa estar no dia a dia de todos os professores.  Confira o convite a seguir:


Por fim parabenizo aos organizadores deste movimento de reflexão que chama a atenção dos professores e de toda a população e autoridades para a proteção das nossas crianças e adolescentes.  Uma cidade melhor, baseada nos valores e na paz,  passa pelo cuidado que se tem que ter para com esses meninos e meninas. Encerro este post lembrando um trecho de uma canção do grande compositor brasileiro Alceu Valença, quando ele diz: "tomara meu Deus tomara, que tudo que nos separa, não frutifique, não valha, tomara meu Deus tomara".
                                     Por Deodato Gomes Costa 

domingo, 13 de maio de 2018

"Protagonismo Juvenil" foi tema de capacitação para os professores da Escola João Beraldo.


A escola deve sempre se apresentar como espaço e lugar para a vivência do protagonismo juvenil enquanto processo pedagógico de desenvolvimento humano, é o que aprendemos com Aída que neste sábado trouxe para nós da Escola João Beraldo interessantes momentos de reflexão.



Vivenciamos um tempo importante de formação continuada, neste sábado dia 12 de Maio de 2018 com a presença de Aída. Educadora de grande compromisso,  dividiu conosco seu conhecimento e experiência sobre o tema: Protagonismo Juvenil. Não dá mais para admitir o processo ensino aprendizagem e toda a rotina pedagógica de uma escola unilateralmente, de forma isolada e solitária, sem considerar que o estudante como o principal ator de sua própria aprendizagem. Segundo as colocações de Aída, o jovem é sujeito de seu próprio conhecimento, apenas ele, sob a mediação de um professor,  pode fazer seu caminho na direção de uma aprendizagem eficiente, que venha fazer sentido para sua vida e  assim avançar na luta pela realização de seu projeto de vida.

Com esta capacitação vimos que a temática do protagonismo juvenil coloca as bases educacionais, especialmente na relação escola-estudante, professor-estudante em outra lógica bem diferente. A partir do momento em que se concebe e incorpora o jovem como ator do seu próprio desenvolvimento na dinâmica da escola e da aula do professor em particular o processo educacional é dotado de outras modulações significativas. Uma das forma de colocar em prática esta concepção é planejar e realizar momentos  em que o jovem possa ser ouvido em instâncias como assembléias de sala onde o professor discute seu Acordo de Convivência e Aprendizado. Aliás esta é uma prática da escola. O professor constrói junto ao aluno seu contrato e revisita o mesmo mais 3 vezes no ano. Aqui está um planejamento que fizemos no início do ano e vem acontecendo:

Os estudantes da Escola precisam reativar o seu Grêmio pois estes constituem excelentes espaços para atuação dos jovens. Vejam aqui a experiência dos alunos com o esta organização em nossa escola que precisa ser retormada. A capacitação com Aída vem lembrar desta necessidade.



Plenárias para discutir regras da escola como um todo e aulas baseadas em oficinas são outras formas de aprendizagem ativa que levam para a prática da sala de aula o tão badalado protagonismo juvenil. 

Em uma das reuniões pedagógicas da escola discutimos um artigo da Revista Mundo Jovem que apresenta a oficina como forma de possibilitar ao estudante uma aprendizagem onde o jovem aparece como protagonista do seu conhecimento:

E foi o que Aída nos proporcionou. A experiencias com  duas oficinas encaminhadas  com foco na temática do protagonismo juvenil:


  • Na 1ª oficina tivemos a oportunidade de analisar os Projetos da Escola na sua relação com uma escala que detecta o grau de participação dos jovens  na concepção e implementação das ações desenvolvidas pela escola:

1° passo –  Participação manipulada
2° passo – Participação Decorativa
3° passo – Participação Simbólica
4° passo – Participação na execução
5° passo – Participação no planejamento e na execução
6° passo – Participação na decisão, no planejamento e na execução
7° passo – Participação na decisão, no planejamento, na execução e na avaliação
8° passo – Participação na decisão, no planejamento, na execução, na avaliação e na apropriação dos resultados
9° passo – Participação em todas as etapas sozinho
10° passo – Participação em todas as etapas sozinho, tendo a colaboração de adultos em uma ação coordenada pelos jovens


  • Em outra oficina respondemos aos questionamento: O jovem de hoje na escola. Que olhar que tenho desse ser? O que o profissional da Educação espera desse jovem? O que a sociedade exige desse jovem?  

Oficinas riquíssimas que geraram muita discussão e aprendizado.

 Assim refletimos com Aída, que acolher o jovem como personagem principal é um caminho a ser incorporado  nos tempos e espaços mais gerais da dinâmica da escola e especialmente pelo professor no espaço de sua sala de aula, oportunizando ao jovem a vivência da democracia na rotina da sala de aula e da escola em seu todo. É este aprendizado que transforma e capacita o jovem a “cuidar de si” e a se configurar com  um protagonista de sua história pessoal e da vida em sociedade tendo,  como referência as experiências vivenciadas na escola.  
Aqui está o álbum com todos os nossos momentos:

Ao final do nosso encontro lembramos e homenageamos as mães-professores ou professoras mães.

 Feliz dia das Mães Professora!


Mãe Professora! Professora Mãe!...
Papéis que se confundem na hora de educar!
                 Toda Mãe tem muito de professora e toda professora tem tudo de Mãe!...Mãe é expressão de Amor, é o beijo doce, o abraço confortante e as mãos protetoras do criador em nossa vida.  Parabéns àquela, que rompe “fronteiras de sangue” e acolhe em seu fazer profissional crianças, adolescentes e jovens. Alunos se sublimam e se tornam filhos! Somente quem traz no corpo a experiência de colaborar com Deus em criar a vida, faz também brotar não do útero, mas do seu coração educador, vida nova em um estudante.
         Que sua vida profissional seja plena de toda bênção de Deus e frutifique graças em todos os seus alunos-filhos.
Parabéns a toda Professora-Mãe!
Parabéns a toda Mãe-Professora! 
É impossível não confundir papéis sociais tão essencialmente iguais e relevantes.
                                      Deodato Gomes Costa- 12 de Maio de 2018


sexta-feira, 4 de maio de 2018

Escola João Beraldo realiza encontro pedagógico com professores para auxiliar implementação da Base Nacional Comum Curricular.



Foi assim que concebemos nosso "Dia D da Base", como um momento formativo importante em que nos aproximamos ainda mais do documento e que atendemos ao chamado de engajamento ao processo de implementação da Base na escola. 
Para dar conta deste grande desafio de colaborar na transformação  da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em currículo da rede estadual de Minas e da nossa escola,   é que os professores da Escola João Beraldo reuniram hoje, dia 04 de Maio de 2018, para discutir e conhecer mais profundamente este documento que é destaque na garantia dos direitos de aprendizagem de todos os estudantes e da qualidade social  da educação. É preciso que todos  os profissionais da escola se apropriem do conteúdo da Base para que possa levá-la à prática das  salas de aula na rotina do seu dia a dia um ensino sintonizado com as exigências do século XXI. 


Existem dimensões importantes que envolvem a implementação deste documento obrigatório  na construção do currículo do Estado de Minas Gerais e talvez a que se coloca como a mais importante é da grande necessidade do mesmo se tornar amplamente compreendido e exercitado pelos docentes. Se os docentes não tomar a BNCC como uma ferramenta importante de seu trabalho, como um recurso fundamental que surge para orientá-lo na preparação dos seus planos de aula, adquirindo completa familiaridade e domínio sobre o mesmo,  a Base estará fadada ao fracasso.  É de suma importância que nos habituemos com toda essa temática e ampliemos a nossa compreensão para que possamos colaborar na construção do currículo da rede estadual de Minas Gerais como um todo e da nossa escola em particular. 

Sugiro os vídeos com comentários, onde professores falam sobre os fundamentos da BNCC para cada componente curricular:
https://www.informativogirassol.blog.br/2018/04/na-area-de-linguagens-da-bncc-estao.html#links
Nesse sentido a Base Nacional Curricular vem provocar mudanças na dinâmica interna da escola promovendo a revisão do seu Projeto Político Pedagógico, alterando as relações do professor com as temáticas a serem trabalhadas, as concepções de educação, aprendizagem. Ou seja este documento necessita ser atualizado com as demandas do século XXI. É preciso fazer os devidos alinhamentos do PPP com a Base. O PPP direciona o fazer pedagógico, e a Base traz  determinações que devem ser contempladas no PPP, dispositivo  que norteia e conduz a dinâmica interna da escola. 

Depois do "Dia D da BNCC" que aconteceu na Escola João Beraldo e em todas as escolas de Minas, ocorrerão os desdobramentos importantes, conforme o calendário apresentado pela Secretaria de Estado, para que se efetive e aconteça o currículo, instrumento essencial para a conquista da qualidade educacional. Vamos conferindo os próximos passos, e acompanhando o cronograma apresentado:



Slides que usamos para apresentação da temática:
https://drive.google.com/file/d/1dL3zuOsHu4Tjkc6d2DoplLnv2BcNkrFQ/view?usp=sharing

Durante a apresentação assistimos estes vídeos do MEC, explicando as competências gerais e das áreas:

10 COMPETÊNCIAS GERAIS
http://midias.baseemacao.org.br/BNCC/BNCC_AS_DEZ_COMPETENCIAS.mp4





Enfatizamos que a Base é um documento complexo, obrigatório e para que este tenha sucesso no processo de implementação é importante o entendimento dos professores enquanto principal agente de implementação e de  transformação do documento em currículo escolar.
Resultado das nossas discussões:
https://drive.google.com/file/d/1Ad0JVdVLDfF7zUoEV8fNSNneIeNZlm2p/view?usp=sharing

Valeu colegas, aprendemos muito juntos!
                                                                   Deodato Gomes

quarta-feira, 2 de maio de 2018

UMA VERDADE MAIS INCONVENIENTE ENTRA EM CARTAZ NO CINE JOÃO BERALDO. Depois do filme acontece a discussão. Se alguém da comunidade quiser assistir conosco é só agendar com a Direção da Escola.



O Projeto Cinema na Escola coloca em cartaz dois filmes. O primeiro, assistimos hoje, 02 de Maio de 2018, em atividade de formação continuada com todos os professores e se chama:  “Uma verdade mais inconveniente”. O filme é um documentário do ativista e senador americano, Al Gore que trata  do problema das mudanças climáticas e a concentração de gases de efeito estufa na atmosfera com o consequente efeito do aquecimento global.


O tema foi abordado em seu primeiro documentário de 2006 “Uma verdade inconveniente”,  e retorna agora 10 anos depois neste novo  filme que recebeu um mais em seu nome, em relação ao documentário anterior, sendo batizado de “Uma verdade mais inconveniente”. No seu novo filme Gore continua sendo o arauto de uma catástrofe climática anunciada e em vias de acontecer que extinguirá a vida no Planeta Terra. No novo documentário, ele mostra que pouco mudou no mundo, desde o seu primeiro filme, com a mesma temática. 


   Em relação aos avanços necessários para conter as mudanças climáticas desde 2006 a coisa está é piorando, e o nível de poluição continua subindo a cada ano. Gore, mostra um pouco das alternativas existentes, apresentando cidades que estão no caminho da energia 100% sustentável nos Estados Unidos.
Se trouxermos para o âmbito religioso, o documentário apresenta uma idéia de que estão colocadas as condições para o fim, para o apocalipse da existência da humanidade no Planeta Terra. A Terra continuaria existindo mas sem a vida humana, que nela habita. Al Gore cita inclusive um trecho de Deuteronômio 30:19: “Pus diante de ti a vida e a morte, a bênção e a invocação do mal; e tens de escolher a vida para ficar vivo”, como que sugerindo que o homem tem feito o a escolha da morte quando insiste nesta economia capitalista do carbono.

Gore em seus  documentários faz uma reflexão para nos convencer o quanto as emissões de gases de efeito estufa (GEE) que concentram suas moléculas na atmosfera, cada vez mais em partes por milhão,  estão afetando  o planeta de tal forma,  a ponto de elevar as temperaturas da terra, promovendo o aquecimento do planeta.
Metano-CH4, Nitrogênio N2O, CO2- carbono

 Ele viaja o mundo todo e na Groelândia apresenta o derretimento de montes de gelo; em  Miami apresenta as inundações, a possibilidade da inundação das ilhas maldivas, as enchentes e secas no mundo todo, como consequências da concentração do dióxido de carbono na atmosfera terrestre.

Ele afirma que  tudo isso comprova o risco que a humanidade está correndo devido ao fato de vivermos  em uma sociedade em que o dinheiro é quem dita as regras. A crise do clima é moral e é também a crise da  democracia pela qual passamos.  Segundo ele o problema só piora porque o esforço feito na reunião de Paris foi tudo por água abaixo com a eleição de Trump que tirou os Estados Unidos do acordo que foi costurado com muita negociação e mediação do próprio Gore. Sobre a saída dos Estados Unidos do acordo de Paris e a eleição do Trump,  ele até lembra a fala de um boxeador quando disse que “todo mundo tem um plano, até levar um soco na cara”.
As novas gerações vão perguntar quando receber um planeta com poucas condições de vida: "O que vocês tem na cabeça? Os cientistas falando, a mãe natureza gritando e vocês nada fizeram  para conter a autodestruição da vida." Lembra Gore

Gore apresenta também soluções, mostra por exemplo  que a energia solar e a energia eólica se tornaram alternativas viáveis e eficientes aos combustíveis fósseis que tanto poluem, e que,   o que impede de ser implementadas é a falta de vontade política dos líderes mundiais. Inclusive o filme mostra uma visita que ele faz a uma  cidade do interior do Texas  em que o prefeito está implementando uma política de energia sustentável.

Após o filme houve um pequeno debate,  vários professores se manifestaram destacando pontos do filme,  acrescentando posições e ampliando a reflexão. Alguém lembrou a área rural do municipio de Carlos Chagas, que quando olhamos pelas fotos do satélite da internet mais parece um deserto. O Gore inclusive reforça a importância da vegetação no combate ao aquecimento global, uma vez que a planta precisa do CO2, dióxido de carbono, para realizar seu processo de fotossíntese. 
A fotografia da terra no espaço chama bastante a atenção e é  quando Gore enfatiza a necessidade de se estabelecer uma conexão profunda com o planeta, o nosso lar comum,  que dividimos com os 7,6 bilhões de humanos que vivem na terra. 
Peguei esta imagem do site da NASA. É visão fotográfica  real e detalhada da Terra de um satélite da NASA. Crédito de imagem: NASA. Fala a verdade gente. Não te emociona de ver sua casa no universo.


Por Deodato Gomes
Veja as fala de Al Gore no filme:

“Sempre começava os meus treinamentos com fotos do planeta. Quando vemos a Terra do espaço, estabelecemos uma conexão com o lar que compartilhamos.”  
                                                                                                                    
Este filme integra o nosso Projeto Cinema na Escola, conscientes de que "o cinema jamais será mero entrentenimento." Por este trabalho todos os alunos assistirão ao filme e depois serão estimulados a expressarem suas impressões. Se alguém da comunidade quiser assistir conosco, pode, é só agendar com a direção da escola. 


Estamos lutando para equipar a nossa sala de cinema com um ar condicionado. Temos tudo só falta este recurso para tornar nossa sala melhor ainda. Você pode nos ajudar.

Um roteiro de atividade escolar sobre o documentário foi preparado, e apresento aqui como sugestão para aplicação a estudantes depois de assistirem ao filme e debaterem acerca do mesmo. É apenas uma sugestão que inclusive pode ser melhorada. Acesse o roteiro pelo link a seguir:

https://drive.google.com/file/d/1IxJu4OH8GoS0TTrg5UrVkaQdabYX9S-e/view?usp=sharing


Assista ao trailer do filme



terça-feira, 1 de maio de 2018

O trabalho é uma dimensão importante da nossa realização como ser humano e por ele participamos da responsável tarefa de construir um mundo melhor.


Caro Colega trabalhador, trabalhadora,

   O trabalho é uma dimensão importante da nossa realização como ser humano, ainda mais quando se trabalha com educação. É pelo trabalho que participamos da responsável tarefa de construir um mundo melhor. Mil parabéns pra você trabalhador da Escola João Beraldo.                                                                                                                                                                                        Deodato

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Na BNCC a área de Ciências humanas trabalha com os componentes de História e Geografia.

A BNCC estabelece que as Ciências Humanas devem contribuir para que os alunos desenvolvam a noção de contextualização marcada pelas categorias de  tempo e espaço.



Veja os aspectos fundamentais que a BNCC estipula para os componentes História






Veja os aspectos fundamentais que a BNCC estipula para os componentes Geografia.



A área de Ciências da Natureza tem um compromisso com o desenvolvimento do letramento científico


Ao longo do Ensino Fundamental, a área de Ciências da Natureza tem um compromisso com o desenvolvimento do letramento científico, ou seja, com a capacidade de compreender e interpretar o mundo (natural, social e tecnológico), mas também de transformá-lo.


O professor Herbert da Silva explica os principais pontos que a BNCC define para esse componente:


A matemática como componente da BNCC.


Em Matemática, a BNCC apresenta cinco unidades temáticas, correlacionadas, que orientam a formulação de habilidades a serem desenvolvidas ao longo do Ensino Fundamental. São elas: números, álgebra, geometria, grandezas e medidas e probabilidade e estatística.




A professora Maria Ignez Diniz, diretora do Mathema, explica as principais mudanças que a BNCC traz para o componente Matemática.

Na área de Linguagens da BNCC, estão inseridos quatro componentes: Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Artes e Educação Física. A ideia é que os alunos participem de diversas práticas de linguagem, ampliando suas capacidades de expressão tanto artísticas quanto corporais e linguísticas.


A área de LINGUAGENS da BNCC é composta por quatro componentes, são eles: Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Artes e Educação Física.

Abaixo apresentamos vídeos com os aspectos mais importantes que a BNCC define para cada um dos componentes da área. Pedimos aos professores que baixem em seu celular antes do nosso encontro do dia 04de Maio de 2018 – Sexta Feira.



Especialista fala sobre os pontos fundamentais da BNCC para o componente Língua Portuguesa.






Uma professora especialista destaca as principais mudanças que a BNCC traz para o componente Língua Inglesa. Entenda:





Priscilla Vilas Boas, professora de dança e mestre em Educação, fala sobre as mudanças que a BNCC traz para o componente Arte.





As mudanças que a BNCC traz para o componente Educação Física são explicadas pelo professor Luis Vasquinho.





segunda-feira, 16 de abril de 2018

Inscrições para o Encceja 2018 estão abertas. Provas do Encceja Nacional 2018 serão em 5 de agosto. Provas conferem diploma de ensino fundamental e ensino médio para pessoas que não concluíram na idade certa.



As inscrições para o Exame Nacional para a Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja)  2018 estão abertas a partir de hoje segunda-feira (16) e poderão ser realizadas até as 23h59 de 27 de abril.

Qualquer dúvida procure a Escola joão Beraldo.

Acesse o sistema e faça sua inscrição, por meio do link abaixo:


As provas estão marcadas para 5 de agosto em Nanuque.