Bullying

Mostrando postagens com marcador COVID-19. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador COVID-19. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 27 de agosto de 2021

Carlos Chagas avança para onda verde do Minas Consciente

O município de Carlos Chagas, assim como a região do Nordeste, foram autorizadas a avançar para a onda verde do Programa Minas Consciente. Essa é a fase mais flexível do plano criado pelo Governo de MG para a retomada de atividades durante a pandemia, sendo permitido o retorno do funcionamento em tempo integral de bares e restaurantes, por exemplo, desde que seguindo os protocolos estabelecidos pela saúde.

Diante desse cenário, atualmente não há nenhuma restrição para o funcionamento do comércio, se não as orientações já apresentadas pelos órgãos de saúde, como o uso de máscara, higienização das mãos e a não aglomeração.

SOBRE O NOVO AVANÇO

As macrorregiões Triângulo do Norte e Nordeste progrediram para a onda verde do plano Minas Consciente, como anunciado pelo Comitê Extraordinário Covid-19 nesta quinta-feira (26/8). As duas localidades estavam na onda amarela, que agora inclui apenas o Triângulo do Sul.

A onda verde conta, ainda, com as macrorregiões Leste, Centro, Centro-Sul, Oeste, Sul, Sudeste, Vale do Aço, Jequitinhonha, Norte e Noroeste, que se mantiveram com bons indicadores de controle da covid-19 na última semana.

“A situação de Minas voltou a ser homogênea, os dados são muito positivos e temos consistência na queda da doença”, ressalta o secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti. As novas determinações do Minas Consciente passam a valer a partir deste sábado (28/8).

Avanços

A ocupação dos leitos em todas as localidades do estado tem caído. A média de redução é de 30%. Além disso, o número de óbitos também vem decrescendo. A tendência de queda se mantém, ainda, nos casos de pacientes internados por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) ou por covid-19.

Segundo Baccheretti, o cenário positivo foi impulsionado pelo avanço da vacinação. Aceleramos muito a distribuição de imunizantes. Estamos, praticamente de segunda a sábado, distribuindo vacinas. Todos os dias fazemos mais doses chegarem aos municípios”, destaca.

Vacinação

Até o momento, já foram aplicadas 18.062.900 doses de imunizantes contra a covid-19 em Minas Gerais. O estado alcançou recorde na média móvel de vacinação na última terça-feira (24/8), com 286.158 doses aplicadas diariamente.

A cobertura vacinal da primeira dose em adultos acima dos 18 anos chega a 76,48%. A da segunda está em 32,72%.

O secretário lembra que ainda há mais de 4 milhões de doses enviadas pelo Ministério da Saúde que devem ser aplicadas nos próximos dias. A maior parte delas já foi distribuída e está nos municípios ou nas Unidades Regionais de Saúde (URSs).

“Temos mais de 350 cidades que já relataram estar aplicando doses em pessoas com 18 anos. A tendência é que até o fim de agosto a gente tenha a maior parte do estado já vacinando esse grupo”, afirma.

Segunda dose

Com o avanço nos grupos vacinados, Fábio Baccheretti reforça que o próximo passo é garantir a segunda dose à população mineira, especialmente devido ao crescimento das amostras da variante Delta no estado.

Até o momento, já foram encontrados 94 casos da cepa mais infectante e, conforme o secretário, a tendência é de que ela se torne predominante.

Conforme o secretário, a incidência da Delta em Minas Gerais está maior nos municípios próximos ao Rio de Janeiro e ao Distrito Federal, e na macrorregião Central, onde há maior circulação de pessoas. Ele lembra que os cuidados contra a variante são os mesmos, e devem ser mantidos: uso de máscara, higiene das mãos e distanciamento social.

Fonte: Sou Carluxa

sexta-feira, 16 de julho de 2021

COVID-19: Carlos Chagas avança para onda amarela do programa minas consciente

 


A nova medida, que entra em vigor nesta sexta (16), foi tomada após melhora nos índices do novo coronavírus.
A Secretária de Saúde, Ludmila Souza anunciou na manhã desta sexta-feira (16), que Carlos Chagas saiu da Onda Vermelha e agora integra a Onda Amarela, do Minas Consciente, o que significa uma flexibilização do comércio e também a retomada das aulas.

O prefeito de Carlos Chagas, Nanayoski Tavares explicou que a cidade é a única da microrregião que saiu da onda vermelha, conforme o boletim da Gerência Regional de Saúde do Estado de Minas Gerais. Ele aproveitou para agradecer a população e ao comércio pelo esforço dedicado e alerta que as medidas de proteção precisam ser seguidas rigorosamente, pois a pandemia ainda não acabou e as regras visam evitar uma situação de risco à saúde da população.

Nesta onda, além dos serviços essenciais, outras atividades como as autoescolas, salões de beleza e o comércio varejista de cama, mesa e banho, podem funcionar.

De acordo com o protocolo do programa Minas Consciente, a onda amarela permite um limite de ocupação de 75% em hotéis e atrativos culturais e naturais. Libera ainda eventos com até 250 pessoas; com a capacidade de uma pessoa a cada 4 metros quadrados e com distanciamento linear de 1,5 metro.

FONTE: André Figueiredo 

quinta-feira, 10 de junho de 2021

Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, vacinará todos os profissionais da Educação contra COVID-19 amanhã dia 11 de Junho. Veja o cronograma de vacinação das Escolas no final da postagem.

Todos os profissionais da educação de Carlos Chagas, das redes pública,  privada e conveniada serão vacinados com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 amanhã dia 11 de junho. A vacina acontecerá na sala de Cinema da  Escola Estadual Dr. João Beraldo, a partir das 7 até às 17 horas de forma escalonada seguindo a lista de profissionais da educação, enviada pelos gestores da Escola. A vacinação abrange todos os profissionais da educação sem distinção, desde quem trabalha na cantina, secretaria, especialistas até os professores, que estejam na ativa neste momento. Professores de licença e afastado aguardarão por outro momento.

Secretaria de Saúde Ludmila explica como será o processo em reunião com os gesstores para organizar a vacinação de todos os profissionais da Educação.

Tudo está sendo organizado para evitar aglomeração e dentro das devidas normas de biossegurança preconizado pelas autoridades de saúde. 

A vacinação de todos os profissionais vai proporcionar mais proteção para o retorno às aulas presenciais de  uma forma segura e gradativa. Sabemos que não adianta vacinar apenas o professor há uma necessidade de vacinar a todos os profissionais que trabalham nas unidades de ensino ou seja todos os que trabalham e estão no dia a dia das escolas do nosso município e é exatamente isto que vai acontecer.

Quem tomou a vacina contra gripe tem que esperar 14 dias para tomar a vacina contra a covid-19, mas tem sua dose garantida, conforme afirmou a nossa Secretaria de saúde a senhorita Ludmila. 

Fiquem atentos ao horário de sua escola, verifique a escala de vacinação ao fim desta postagem.

Você deve levar o cartão de vacina, o cartão do SUS e o CPF que deve ser obrigatoriamente apresentado no ato da vacinação. 

Parabéns a nossa Secretaria de Saúde Ludmila, o Prefeito Municipal Nanyoski,  que tem trabalhado intensamente para garantir essa vacina para todos os profissionais da Educação.

terça-feira, 11 de maio de 2021

Terceira onda pode se tornar um tsunami, diz presidente do Conass - Esta reportagem é assustadora.

 


Em entrevista à CNN nesta segunda-feira (10) o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, afirmou que o Brasil pode ter uma nova e ainda mais grave aceleração da Covid-19 no país.

“Estamos falando de uma terceira onda no Brasil, que pode ser um tsunami. Ainda que tenhamos uma desaceleração, a melhora foi bem mais tênue do que a gente acreditava porque o cenário ficou pior que o esperado,” disse Carlos Lula, que alertou para o rejuvenescimento do perfil dos atingidos pela doença, com mais jovens sendo internados e morrendo de Covid-19.

“A projeção que tínhamos no final do ano levava em conta a aceleração da vacinação contando que a população jovem resistisse a Covid-19 como no ano passado. Porém, hoje a doença se rejuvenesceu, temos jovens entre a maioria dos internados e daqui a pouco eles serão a maioria dos óbitos pela Covid-19 no Brasil.”

O presidente do Conass ainda faz a ressalva que a “melhora” na situação da pandemia atualmente está sendo ter números piores que o pior cenário registrado em 2020, chamando a atenção para um cenário que ainda não está sob controle no Brasil.

FONTE: Site da CNN - acesso 11-05-2021