Bullying

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

Mostrando postagens com marcador MEC. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador MEC. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 27 de novembro de 2018

MEC e FNDE lançam ações para alimentação escolar

O ministério da Educação (MEC) e o Fundo Nacional de Desenvovimento da Educação (FUNDEB), lançaram ferramentas que vão ajudar os gestores estaduais e municipais em ações de transparência, participação social e controle do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). O destaque é o aplicativo e-pnae que vai ajudar pais, alunos, professores, nutricionistas, conselheiros da alimentação escolar e comunidade no acompanhamento e avaliação da alimentação  oferecida nas escolas públicas de todo o país. 

"É uma forma de controle social aberto para cada cidadão. Pode ser baixado no celular e escolher qual escola você quer receber informações sobre a merenda escolar e fazer o acompanhamento e auxiliar os órgãos de controle e o próprio ministerio a acompanhar a qualidade da merenda escola" Ministro da Educação Rossieli Soares.


Também foi apresentado o monitora, um paínel de preços praticados e a cartilha de apresentação sobre os procedimentos operacionais para a realização da pesquisa de preços.

 "Nosso foco é deixar as informações que nós já tínhamos internamente disponível para todos que de algum modo se relaciona com o tema Alimentação Escolar"Silvio Pinheiros - Presidente do FNDE


Com 62 anos de atuação o PNAE  é um programa universal que viabiliza o fornecimento de aproximadamente 50 milhões de refeições diárias para cerca de 41 milhões de estudantes da educação básica em mais de 150 mil escolas. 


Ministério da Educação lança Programa Escola do Adolescente

Promover a melhoria da aprendizagem e combater a repetência nos anos finais do Ensino Fundamental são os objetivos do PROGRAMA ESCOLA DO ADOLESCENTE lançado pelo Ministério da Educação. A Política de Educação inédita vai propor melhoria no ensino em turmas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. 

"Nós temos formas de trabalhar com alfabetização que são muito específica da alfabetização. Temos formas para o Ensino Médio pela etapa de vida que tem os jovens, mas também temos estas especificidades que precisam ser impulsionadas e é essa idéia aqui e agora da Escola Adolescente.É colocar este olhar específico, que eu acho que sim, o Brasil não é só o MEC precisa colocar um olhar mais específico para o 6º ao 9º ano." Ministro da Educação Rossieli Soares.

O Programa envolve metodologias de ensino mais atrativas e um ensino de melhor qualidade. Serão oferecidos a professores e gestores escolares formação e apoio técnico via plataforma digital. Estão previstos também instrumentos e estratégias de escuta do adolescente para saber mais de suas características e interesses. 

"Fazer uma escola mais voltada para o adolescente, no qual ele se sinta acolhido que ele possa aprender e que desenvolva ações de protagonismo. A escola ainda escuta pouco o jovem. O adolescente aprende pouco na escola. Nós temos resultados que não são bons e a idéia é apoiar os gestores e professores com ferramentas tecnológicas, suporte técnico pra que eles possam melhorar estes resultados junto com seus alunos." Kátia Smole-Secretaria de Educação Básica do MEC.