Bullying

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

Mostrando postagens com marcador 18 DE MAIO. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador 18 DE MAIO. Mostrar todas as postagens

domingo, 17 de maio de 2020

LIBERTA patrocina webinar EXPLORAÇÃO SEXUAL INFANTIL - debate on line sobre o documentário "Um crime entre nós" no dia 18 de maio, segunda feira às 11 horas.


Neste dia 18-05, segunda feira acontece o Seminário, promovido pela Folha de São Paulo,  que vai abordar o problema da Exploração Sexual Infantil. Antes do Seminário que acontecerá em forma de Webinar, de forma gratuita, ocorrerá o lançamento do documentário "Um crime entre nós", dirigido por Adriana Yañez, que retrata o cenário da exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil. Além do relato de vítimas, o documentário traz opiniões de educadores, sociólogos, psicólogos, e ativistas. Após a exibição do documentário, haverá um debate. Podemos participar com perguntas ao vivo pelo whatsApp nº 11 99648-3478.
O Evento é gratuito, começa às 11h com o documentário e às 12h acontece o debate. O acesso é através do computador, tablet ou celular  no site da folha.

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Clique na imagem para ver todas as imagens

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi celebrado em Carlos Chagas com uma grande passeata  promovida pela Prefeitura Municipal. A execução se deu por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social em parceria com o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA) e do Conselho Tutelar. 

A passeata, que contou com a participação de todas as rede de ensino teve como objetivo mobilizar e sensibilizar a comunidade acerca deste grave problema social. A violência sexual contra crianças e adolescentes é um crime que destrói vidas de inocentes em um momento importante de desenvolvimento. O objetivo também foi orientar e incentivar a denuncia de situações em que as pessoas se vejam como vítimas deste delito. 
A passeata saiu da Praça do Mercado às 8 horas percorreu a Avenida Benedito Valadares, Travessa Teófilo Otoni, passou em frente a Prefeitura e encerrou com um abraço simbólico no prédio do Fórum da cidade. 
Sabemos o quanto assusta o número de casos de violência sexual contra crianças e adolescentes em nosso país e a alerta é que todos devem estar atentos: professores, pais, as próprias crianças e adolescentes para não calar. É preciso  combater este mal que destrói a vida de milhares de seres humanos. Os traumas são difíceis de serem superados. Deparamos com alguns jovens que vivenciaram esta situação e sabemos muito bem o que significa este trauma. 
Já há alguns anos, sempre  orientados pela Secretaria de Assistência Social da nossa cidade, que tem equipe bem sensível ao tema,  são  realizadas diversas atividades  nas escolas e em vários espaços sociais sobre a prevenção contra este tipo de crime.
Cumprimentamos a Secretaria Municipal de Assistência social Senhora Dagmar Soares e sua equipe pelo trabalho de mobilização e sensibilização em torno do problema. Sabemos que as ações fortalecem e encorajam a comunidade a enfrentar as ocorrências deste crime em nosso município. A passeata lança luzes no problema e  fortalece e ampara crianças e jovens que se sentem ameaçados ou que sofreram qualquer tipo de abuso ou exploração sexual a denunciarem. 
                                                Por Deodato Gomes

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Escola João Beraldo participa de CONCURSO CULTURAL DE DESENHOS, SLOGANS E REDAÇÃO como atividade de mobilização referente ao dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.


A Secretaria Municipal da Assistência Social, o conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e Conselho Tutelar estando sintonizados com as atividades de mobilização referente ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, vem propor para todas as escolas:



O objetivo do Concurso é mobilizar e sensibilizar crianças e adolescentes sobre este grave problema incentivando a denuncia contra quem prática este tipo de violência.
Pela proposta os professores desenvolverão reflexões junto aos alunos que culminará com a produção de um slogan ou redação envolvendo os estudantes do Ensino Fundamental II e uma Redação para o Ensino Médio. O certame está dividido em categorias:
Categoria: I-Educação Infantil-Desenho,  6º ao 9º-Slogan ou Redação e Ensino Médio-Redação.
Quais são os prêmios para os três melhores trabalhos de cada categoria?









Recebemos a visita de Ana Carolina e Jucarla que vieram trazer a temática para os estudantes da nossa escola e estão fazendo isto em todas as escolas inclusive viajarão para o meio rural com este objetivo.
Recebemos um material de estudo que vale a pena conhecer para qualificação e  maior fundamentação da abordagem pedagógica em sala. Clique na imagem a seguir e acesse o material.

Apresentamos a seguir algumas atividades relacionadas ao tema trazidas por Ana Carolina e Jucarla, que podem e devem ser desenvolvidas junto aos estudantes, depois de uma boa roda de conversa sobre o tema. Acessem as mesmas por meio do link:



Como atividade relacionada a este importante movimento em nossa cidade,  temos a palestra a ser ministrada pelo Promotor,  que se realizará na Câmara Municipal nesta quinta feira. Imperdível, pois este é um tema que precisa estar no dia a dia de todos os professores.  Confira o convite a seguir:


Por fim parabenizo aos organizadores deste movimento de reflexão que chama a atenção dos professores e de toda a população e autoridades para a proteção das nossas crianças e adolescentes.  Uma cidade melhor, baseada nos valores e na paz,  passa pelo cuidado que se tem que ter para com esses meninos e meninas. Encerro este post lembrando um trecho de uma canção do grande compositor brasileiro Alceu Valença, quando ele diz: "tomara meu Deus tomara, que tudo que nos separa, não frutifique, não valha, tomara meu Deus tomara".
                                     Por Deodato Gomes Costa 

terça-feira, 9 de maio de 2017

Secretario de Assistência Social de Carlos Chagas realiza mobilização das escolas ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes


 Com o objetivo de mobilizar a cidade Carlos Chagas e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, o Secretario Municipal de Assistência Social convidou  a nossa escola a participar da Programação da Campanha de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes conforme programação abaixo:
·      15 a 19 de maio – desenvolver atividade em sala de aula com o tem, em pelo menos um dia desta semana

·      18 de maio – passeata, saindo da Praça do Mercado, com percurso pela Avenida Benedito Valadares, Travessa Teófilo Otoni Avenida Capitão João Pinto, encerrando em frente ao Fórum


Por que 18 de maio?
  Neste dia, em 1973, uma menina de 8 anos, de Vitória (ES), foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado e os seus agressores nunca foram punidos.
Com a repercussão do caso, e forte mobilização do movimento em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Desde então, esse se tornou o dia para que a população brasileira se una e se manifeste contra esse tipo de violência. 

  O que é violência sexual?
  É a situação em que a criança ou o adolescente é usado para o prazer sexual de uma pessoa mais velha. Ou seja, qualquer ação de interesse sexual, consumado ou não.
 É uma violação dos direitos sexuais das crianças e adolescentes, porque abusa ou explora do corpo e da sexualidade, seja pela força ou outra forma de coerção, ao envolver crianças e adolescentes em atividades sexuais impróprias à sua idade, ou ao seu desenvolvimento físico, psicológico e social. 


 Abuso x Exploração
  A violência sexual pode ocorrer de duas formas distintas. Abuso sexual é qualquer forma de contato e interação sexual entre um adulto e uma criança ou adolescente, em que o adulto, que possui uma posição de autoridade ou poder, utiliza-se dessa condição para sua própria estimulação sexual, da criança ou adolescente, ou ainda de terceiros, podendo ocorrer com ou sem contato físico. 
 Já a exploração se caracteriza pela utilização sexual de crianças e adolescentes com a intenção de lucro, seja financeiro ou de qualquer outra espécie. São quatro formas em que ocorre a exploração sexual: em redes de prostituição, pornografia, redes de tráfico e turismo sexual. 


  Prevenção

  A melhor maneira de se combater a violência sexual contra crianças e adolescentes é a prevenção. É necessário um trabalho informativo junto aos pais e responsáveis, a sensibilização da população em geral, e dos profissionais das áreas de educação e jurídica, com a identificação de crianças e adolescentes em situação de risco, e o acompanhamento da vítima e do agressor.