OBRAS DO SASI

OBRAS DO SASI
SASI

ESCOLA INTERATIVA

ESCOLA INTERATIVA
ESCOLA INTERATIVA

DIÁRIO DIGITAL

DIÁRIO DIGITAL
DIÁRIO DIGITAL

SASI

SASI
SASI

ENEM

ENEM
ENEM

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

quinta-feira, 5 de maio de 2016

3ª REUNIÃO PEDAGÓGICA - Tema Avaliação Ministrado pelo Instituto Prosperar


Ao tratar-se do tema avalição da aprendizagem, é possível pensar imediatamente à educação ou à escola. Ademais, como diz (DEMO, 1995) esse termo insurgi determinados sinônimos como: abalançamento, cálculo, estimativa, ajuizamento, ponderação, valorização, mensuração, medição, dentre outros. Entende-se ainda que a avaliação não diz respeito apenas ao processo de ensino. Ao refletir-se de uma forma mais abarcante, confere-se que a avaliação faz parte da ação humana caracterizada pela reflexão. Deste modo, ela se institui em um processo intencional, amparado por diferentes ciências e que se sobrepõe a qualquer prática. Desse modo, há possibilidades em se falar na avaliação das várias atividades profissionais, como de uma empresa, de um programa, de uma política. Quando conjecturar-se, também se avalia; e avaliar é também planejar, estabelecer objetivos. Pensa-se assim que os critérios de avaliação, que condicionam seus resultados, sejam sempre dependentes às finalidades e aos objetivos previamente constituídos para qualquer prática, educativa, social, política ou outra (DEMO, 1995).
A educação que a escola valoriza, reflete no seu modo de avaliar. Percebe-se a partir daí, que essa mesma prática precisa ser apropriada para julgar o valor do aluno e permitir que ele cresça, como indivíduo e como integrante de uma comunidade.
Considera-se assim, que a avaliação constitui-se em uma janela por onde se conjectura toda a educação. Ao investigar-se a quem ela beneficia, a quem interessa, Questiona-se também o ensino que privilegia. Neste contexto, demonstra-se a concepção de escola, de homem, de mundo, e sociedade, a partir do momento em que o professor inquire-se o seu critério de avaliação.
A atribuição de notas na classificação de desempenho, em testes e provas com resultados quantitativos e numéricos é enfatizada na prática positivista e tecnicista. Nela, o mais importante é o produto. Ou seja, conjectura uma educação fundamentada na memorização de conteúdo.
Quando trata-se da avaliação qualitativa, esta fundamenta-se num protótipo crítico e tem em vista à melhoria da qualidade da educação. Sua evidência é no processo. Ela reflete um ensino que busca a construção do conhecimento. E imprescindível, lembrar, que a autenticidade da avaliação consiste e articulação com o projeto político-pedagógico da escola. É ele que dá significado ao trabalho docente e à relação professor-aluno.

Nenhum comentário: