CAMPANHA CONTRA O BULLYING

segunda-feira, 20 de julho de 2015

ESCOLA REALIZA PALESTRA SOBRE AS DROGAS, com a Professora Dalva e consegue prender a atenção de todos os adolescentes!



Droga não pode ser um tabu em nenhum lugar, muito menos tema  intocável em uma escola, local de encontro e formação de adolescentes e jovens. A Escola deve estar aberta a trocar idéias sobre todos os temas que envolve a vida dos jovens, e deve fazer isto sempre em rodas de conversas. É preciso dialogar constantemente com a juventude sobre este mal devassador da vida. Este é um assunto recorrente em nosso meio. A todo momento estamos desenvolvendo esta reflexão junto a alunos e professores, seja em palestras, em conversas individuais, em trabalhos na sala de aula. Em uma reunião Pedagógica, realizamos um seminário com o livro Anjos Caídos do Içami Tiba, onde tivemos a participação de todos os professores refletindo e conhecendo todas as facetas deste grande mal que destói a seiva, o brilho e a inteligencia dos nossos jovens e como abordá-lo no campo educacional. No seminário discutimos sobre qual seria a postura correta de um educador frente a este grave problemas que tão bem conhecemos. Qual deve portanto a postura correta de um profissionais que tem a importante missão de educar frente ao problema das drogas? Convivemos com adolescentes e jovens que estão nesta fase conflituosa da vida e  de formação e de estruturação da personalidade, neste sentido então precisamos de muita clareza para se trabalhar na prevenção deste mal que assola nossa cidade. O jovem precisa compreender as consequências para quem busca trilhar este caminho perigoso de morte. Foi com este objetivo que acolhemos a palestra da Professora Dalva junto aos nossos alunos. Prevenir sempre é muito melhor do que agir para evitar o mal que já foi instalado. Realizar ações antecipadas para diminuir a todas as possibilidade de adolescentes mais propensos e vulneráveis se envolverem. Quando o assunto é droga o melhor mesmo é trabalhar muito antecipadamente com as informações capazes de gerar comportamento. 
Dalvinha fez uma abordagem aberta e verdadeira da temática alertando os estudantes para o prazer imediato que estas substâncias provocam mas apontando também o verdadeiro mal que as drogas provocam. Fez isto a partir das suas vivências como educadora e como alguém que já experienciou, mostrando todos os problemas que  pode acometer um jovem caso venha a se envolver com este dilema  nefasto do nosso tempo. Foi conclamando aos jovens a não viverem a experiência da droga que a professora Dalva enfatizou o grande dilema pelo qual passa um dependente. 
A professora também trouxe o forte testemunho do jovem  Arthur, que ao depor sobre seu envolvimento com as drogas chocou a todos os presentes. Ele foi enfatico, de acordo com ele, um jovem é chamado à vida e não ao calabouço sombrio da morte nas drogas. Que a Professora Dalva continue neste corajoso trabalho junto aos adolescentes e jovens da nossa cidade pois muitas sementes frutificarão.  Aqui na Escola queremos formar jovens saudáveis, cidadãos participativos, que apendam a viver de cara limpa e pisem no chão da realidade. Ele precisa estar consciente para encontrar seu caminho de realização na nossa sociedade e enfrentar os desafios de sua própria vida. 

Nenhum comentário: