CAMPANHA CONTRA O BULLYING

sábado, 2 de março de 2019

Dom Walmor denuncia que licenciamento para mineração destruirá Serra da Piedade.


Este ambiente está ameaçado, denuncia Dom Walmor.

Ouça e acompanhe as palavras do Arcebispo:
"Amado irmão, amada irmã! Caríssimos ouvintes da nossa querida rádio Itatiaia, saúde e paz!
Quero dizer ao seu coração de modo muito especial, as belezas e riquezas paisagísticas e históricas sacras e culturais da Serra da Piedade, território da Padroeira de Minas Gerais, patrimônio de todos os mineiros, estão ameaçadas. A decisão lamentável, pouco lúcida do Conselho da Câmara de Atividade Minerária, órgão da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, abre uma grande ferida no coração de Minas, com graves consequências para os mineiros. Na audiência desta sexta feira dia 22 de fevereiro, o Conselho aprovou licença para atividades de mineração na serra da piedade. É a abertura de mais um crime, um crime que precisa ser punido e novas direções serem encontradas. Não é possível que as sucessivas e recentes trajédias, ocorridas  em Minas Gerais sejam ignoradas, a ponto de se correr o risco de repetí-las. Como explicar esta decisão? E uma pergunta que precisamos fazer como cidadãos e cidadãs, àqueles que tomaram esta decisão e saber seus nomes, quem são estas pessoas? Qual a justificativa para aprovação desse licenciamento? A única  coisa evidente é o interesse pelo dinheiro. A ganância pelo dinheiro. A idolatria do lucro. Não é possível que as sucessivas e recentes trajédias ocorridas em Minas Gerais sejam ignoradas, a ponto de  se correr o risco, portanto de repetí-las. A nossa arquidiocese de Belo Horizonte, juntamente com os segmentos sérios da sociedade não conseguem entender o resultado das reunião do conselho. Lamentamos  profundamente e prosseguiremos de forma  decidida e firme na defesa da Serra da Piedade, reserva da biosfera reconhecida pela  UNIESCO, patrimônio religioso natural histórico e artístico. A decisão do  conselho causa tristeza e perplexidade, mas a  esperança e a confiança permanecem e se renovam com o gesto efetivo e de  valor com o gesto efetivo da Assembléia Legislativa de Minas Gerais.  Parabéns aos nossos parlamentares mineiros em nível estadual. De modo unânime, a partir da sensibilidade política dos parlamentares, mineiros aprovou nesse  mesmo dia novas regras para o licenciamento de barragens no estado Um modo novo adequado, avançado, moderno de se fazer  a mineração. Nesse caminho o povo mineiro sem trevas e  perseverante, está convocado a participar  jurídica, técnica e democraticamente desta  luta que permanece  até que  o bem a verdade e o zelo pela sustentabilidade vença de fato. Minas não pode mais ser a mesma, sobretudo depois da trajédia crime de Brumadinho. Agora é hora de diálogos  e de fidelidade às tradições mineiras. O tempo novo  virá, brotos de esperanças florescerão para tirar a nossa sociedade do mar de lamas e fazer dela  um jardim de fraternidade solidária. Vamos juntos, tomem conhecimento dos nomes que votaram  a favor do licenciamento na Serra da Piedade. Vamos  questionar nos tribunais, nas instâncias competentes  e sobretudo fazer este grande importante consenso na sociedade mineira. No conjunto e no maciço da Serra da Piedade não pode haver absolutamente licenciamento para mineração porque se tornará um crime como já  é um crime o que fizeram até hoje.  O que tem que ser feito é a recuperação com metodologia adequada sem ferir o santuário que está sendo  ferido exatamente por conta  de uma decisão judicial de passar este trabalho que precisa ser feito por dentro  do Santuário. Um desrespeito, uma falta de sentido e respeito à simbologia que a Serra  da Piedade representa para todos os mineiros, como conjuntos religioso, paisagístico, histórico, cultural e ambiental. Vamos nessa luta. Você é importante, cada cidadão e cada cidadã.  Écom a  força de Deus, porque Deus é a verdade, o bem e o amor  que venceremos".

Nenhum comentário: