CAMPANHA CONTRA O BULLYING

quinta-feira, 2 de maio de 2019

A MÁSCARA EM QUE VOCÊ VIVE- Documentário de 2015, disponível no Netiflix e no Youtube. Vai ajudar a gente entender as situações de masculinidade marcadas por violência.



The mask you live in  é o título em inglês do documentário americano, A Máscara em que você vive que é de  de 2015.  Perfeito para uma roda de conversa com estudantes do ensino médio. Pelo fato da temática ser por demais complexa está mesmo mais adequada para esta faixa etária. Realmente ele traz prá gente  uma interessante reflexão sobre a educação aplicada ao homem na nossa sociedade e o padrão de formação desenvolvido junto aos meninos. As famílias a maioria das vezes voltam sua atenção para maior proteção da menina e menosprezam a educação do menino ignorando as várias situações de conflitos vivenciadas pelos mesmos e os muitos desafios enfrentados durante o seu desenvolvimento. Pelo documentário é possível concluir que as idéias sobre masculinidades disseminadas na sociedade e enraizadas em nossa cultura, trazem consequências práticas e nefastas para todas as pessoas em geral. É nesta cultura de criação machista que os meninos vivem seus dilemas e dores na busca por se encaixar no modelo padrão da sociedade.  Vai nos dizer que  feminicídio, bullying, e a própria violência entre os homens não tem suas raízes nestas idéias de superioridade do masculino que exclui e marginaliza o diferente? Muitíssimo esclarecedor este documentário. Assistir no Netiflix por acaso, encontrei também no you tube. A partir de um tratamento didático bem encaminhado pode favorecer importante reflexão e ricas discussões entre os jovens do ensino médio. A filósofa Suzana de Castro disse que "para cumprir  o compromisso com a democracia e a igualdade, a educação precisa desconstruir tanto os modelos femininos subalternizados quanto a masculinidade toxica." Precisamos cada vez mais educar nossos meninos para saber conviver com as diferenças em todos os espaços da sociedade, apenas dessa forma podemos garantir o respeito entre todas as pessoas.  Super-recomendo! Tomei conhecimento deste documentário lendo a revista nova escola deste mês.
Mais reportagens relacionadas:
O impacto da masculinidade toxica

Menos machismo
                                  Por Deodato Gomes Costa 


Nenhum comentário: