Bullying

CAMPANHA CONTRA O BULLYING

sábado, 30 de maio de 2020

A professora de Educação Física Deborah faz também sua campanha chamando os estudantes para entrar na Escola João Beraldo virtual e na sua sala de aula. Este virou agora o nosso principal lugar de aprendizagem.



Mapa Mental: como fazer?

Ferramenta importante para você estudar em casa.
Uma das reclamações mais comuns entre os estudantes é a dificuldade de absorver todos os conteúdos exigidos nas provas. Para resolver esse problema, uma das nossas sugestões para lutar contra o famoso “decoreba” e tentar usar o cérebro a favor da aprendizagem é o uso do MAPA MENTAL. 
Imagine um árvore cujo galhos são informações concisas e bem organizadas, capazes de estruturar uma ideia completa e complexa. Esse é um dos conceitos do mapa mental, ferramenta que facilita o aprendizado e memorização em longo prazo de qualquer tipo de conteúdo e está conquistando professores e estudantes. 
O mapa mental sugere a substituição dos resumos tradicionais – da esquerda para a direita, de cima para baixo – por um mapa com um tópico central e galhos com palavras chaves, símbolos, ícones, cores e desenhos. Tudo que facilite a capacidade de assimilação é bem-vindo. Essa ferramenta foi desenvolvida pelo psicólogo Tony Buzan na década de 70 e se destaca por estimular os dois lados do cérebro, o lado racional e criativo. 
Além de poder ser usado para resumos, o mapa mental também pode ser feito para ajudar estudantes no desenvolvimento de uma redação. Por facilitar a organização de ideias e assuntos, o estudante consegue montar o esqueleto da redação, ter uma visão clara do que vai escrever e, depois, desenvolver o assunto. 
Quer aprender a fazer um mapa mental? Pegue uma folha em branco, canetas coloridas e siga as dicas abaixo: 
1.    Coloque no centro de uma folha em branco o assunto a ser abordado;
2.    Não tenha medo de inserir figuras, símbolos e códigos relacionados à temática;
3.    Selecione as palavras-chave e as escreva com letras minúsculas ou maiúsculas;
4.    Trace linhas conectando as ideias. Elas precisam estar interligadas a partir do desenho central;
5.    É importante utilizar, pelo menos, três cores diferentes para, além de facilitar o agrupamento de pensamentos, favorecer a memorização do conteúdo;
6.    E, por fim, use muito a sua criatividade!

Nenhum comentário: