CAMPANHA CONTRA O BULLYING

sábado, 28 de setembro de 2019

Professores da Escola João Beraldo, participam de laçamento do livro de Nilmário Miranda na sede da OAB em Nanuque neste 27 de setembro de 2019

Clique na imagem para acessar todas fotos do momento

Foi para participar do lançamento do livro, História Que Vivi Na História, de autoria do jornalista Nilmário Miranda que um grupo de 6 professores foram até Nanuque neste dia 27 de setembro, participarem de uma Roda de Conversa com o autor. As colegas Élia e Rosângela de Nanuque que trabalham conosco na João Beraldo, se juntou a nós no evento: Deodato, Fábio, Odeni, Terezinha, Daniele e Rossini. Uma pessoa como Nilmário tem realmente muitas histórias para contar, devido a sua grande experiência de luta e sua participação nas últimas décadas de momentos importantes da história de nossa Minas e do Brasil. Como ele mesmo disse o livro é um testemunho de sua atuação como deputado estadual e federal por várias vezes, como aquele que primeiro assumiu o Ministério dos Direitos Humanos e também Secretario do mesmo assunto no governo de Minas. Durante as mais de 2 horas apresentou suas memórias, lembrou pessoas importantes do campo progressista e ressaltou a  importância que tiveram para as lutas na nossa região: Dom Quirino, Arutana Cobério que foi Juiz em Nanuque, Frei Cristovão.  Foi sobre essas e outras histórias dentro da História que ele fala no seu livro repleto de iluminação. Na sua exposição, na sede da OAB em Nanuque, fez uma caminhada pela história, um balanço dos avanços e retrocessos das conquistas sociais no Brasil, principalmente a partir da Constituição de 1988, a qual ele enalteceu muito. Iniciou dizendo que  no neoliberalismo o passado não reflete sonhos e nem valoriza a memória como forma de compreensão do presente, muito ao contrário ele mata as utopias. Mostrou os momentos mais tensos da história do Brasil como verdadeiros golpes destacando o desfecho trágico da presidenta Dilma. Ressaltou que a derrubada de Dilma começou quando Aécio Neves não aceitou a derrota nas eleições.  Falou dos tempos difíceis que vivemos hoje e alimentou a esperança de novos caminhos para nossa história. 
O testemunho como instrumento de fortalecimento da memória e de sonhos. Um momento ímpar desses professores com Nilmário Miranda, na OAB em Nanuque. Valeu muito! Deodato Gomes.
Esta é a capa do livro. Ele explicou que esta é uma foto de um protesto contra a ditadura militar em 1968 na época do AI-5, nela aparecem  O Nilmário, seu irmão e o Edson Soares.


Nenhum comentário: