CAMPANHA CONTRA O BULLYING

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Escola João Beraldo realiza RODA DE CONVERSA motivados pelo setembro amarelo para que os estudantes possam expressar experiências, sentimentos e opiniões a respeito do suicídio.



O suicídio tem se tornado algo cada vez mais frequente na sociedade, resultando em um preocupante problema de saúde pública, sendo cada vez mais recorrente no público jovem. A escola tem um papel importante na prevenção do suicídio, pois pode promover ações para conscientizar os alunos e a comunidade de como procurar ajuda, diante de um tema tão difícil. 
Nós profissionais da educação também devemos refletir sobre o nosso papel  diante desse assunto, pois deparamos em nosso dia a dia com alunos auto mutilados, depressivos e com tendências suicidas. Sendo assim, propomos esta roda de conversa informal que visa a abordagem do tema de forma em que os alunos possam expressar experiências vividas, sentimentos e opiniões a respeito do assunto, de maneira confortável e segura, promovendo um momento em que haja troca de experiências e superações. A roda de conversa será realizada nas salas de aula misturando todos os alunos das turmas. Durante o momento, é importante que os estudantes tenham a oportunidade de relatar suas experiências pessoais, e as diferentes maneiras que encontraram para superar as dificuldades enquanto jovem. O ideal é que a conversa seja o mais espontânea possível. 
A conversa vai se dar em três momentos: 
1. Apresentação do tema, definindo o que é? Por que os jovens tentam contra a sua própria vida? Existem preconceitos em relação a quem tenta o suicídio? Será que é uma fraqueza de “espírito”? O que devo fazer quando sei que alguém está em risco de suicídio?
2. Neste momento é importante fechar a Roda discutindo a importância da valorização da vida. É importante a escola, mostrar apoio e preocupação com o bem estar dos alunos e conversar sobre o assunto com os alunos? Por que? 
3. Registro das reflexões desenvolvidas.

O Psiquiatra Dr. Marco Abud explica sobre o tema.



Nenhum comentário: